EUA: países da coalizão não ajudarão Assad a recuperar a Síria

© Sputnik / Michael Alaeddin / Abrir o banco de imagensPosto de controle do exército governamental na Síria
Posto de controle do exército governamental na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos voltam a insistir na deposição do presidente sírio, Bashar Assad, como condição para ajudar na recuperação das regiões sírias afetadas pela guerra civil.

Os países da coalizão internacional liderada pelos EUA não ajudarão a recuperar as regiões sírias sob controle do governo sem que haja uma transição política no país. Quem afirma é o representante do presidente dos EUA na coalizão internacional, Brett McGurk.

Exército sírio trava batalhas no sudeste de Deir ez-Zor - Sputnik Brasil
Mídia: Assad ganha vitória estratégica contra os EUA
"Nós da coalizão deixamos claro que não haverá assistência internacional para a restauração de áreas sob o controle do regime sem que seja encaminhado um processo político de maneira confiável para uma transição política", disse McGurk a jornalistas.

A posição tradicional dos EUA ao se referir a uma "transição política" na Síria pressupõe a saída do presidente Bashar Assad do poder e a realização de novas eleições para a presidência e um novo parlamento.

Anteriormente, uma publicação na mídia norte-americana, citando fontes da Casa Branca, havia informado que os EUA poderiam concordar com a permanência do presidente Bashar Assad no poder até 2021, mas não houve uma confirmação oficial. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала