Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Pilotos russos confessam como foi escoltar avião do presidente russo à Síria

© Sputnik / Maksim BlinovCaças multifuncionais russos Su-30SM
Caças multifuncionais russos Su-30SM - Sputnik Brasil
Nos siga no
Poucos dias antes de sua conferência de imprensa anual, o presidente russo, Vladimir Putin, visitou três países do Oriente Médio em um dia só. Nos vídeos que mostram o voo presidencial, se pode observar os caças da Força Aeroespacial que acompanharam o avião da Presidência.

Sukhoi Su-35 - Sputnik Brasil
Rússia nega interceptação de Su-25 russos por caças americanos na Síria
Quando o presidente chegou à Síria, seu homólogo, Bashar Assad, o recebeu junto à aeronave. Putin dirigiu-se aos militares russos que, juntamente com o exército sírio, derrotaram o grupo terrorista mais poderoso no mundo atual, o Daesh, proibido na Rússia e em vários outros países. Ao longo da sua intervenção, o líder russo deu ordem para a retirada das tropas da Síria após estas terem cumprido sua tarefa.

Um correspondente da mídia russa VGTRK, Aleksandr Sladkov, conseguiu entrevistar os pilotos que garantiram a segurança do avião presidencial no espaço aéreo sírio.

Os pilotos do caça Su-30SM afirmaram que, ao receber a ordem dos seus comandantes, eles não sabiam que se tratava da aeronave do presidente. Pelo contrário, era uma tarefa diária comum, e foi somente depois de se aproximarem do avião que os pilotos perceberam que estavam acompanhando o presidente do país.

"Escoltar os aviões é uma das nossas tarefas principais, mas quando percebi que era o avião do presidente, isso foi algo incomum para mim — é um evento notável na carreira de um piloto", disse um dos militares.

Os pilotos disseram que não receberiam nenhuma promoção, mas que a coisa mais importante para eles era completar sua missão. Os pilotos ainda explicaram que seu objetivo era defender a aeronave de ataques do ar e de mísseis.

Presidente russo Vladimir Putin na base aérea russa de Hmeymim, na Síria, 11 de dezembro - Sputnik Brasil
Visita de Putin à Síria é 'um choque para o Ocidente'
Para proteger o avião de Putin, os pilotos tentaram manter o Su-30SM na mesma altitude, preservando a distância necessária. Dado que as velocidades das aeronaves são diferentes, o caça voou a maior velocidade produzindo uma corrente de ar quente que criou um balão térmico — ou seja, uma armadilha para os mísseis.

Os aviadores confessaram que só descobriram que tinham acompanhado o avião do líder russo depois de assistir um programa de televisão.

"Eu vi que o presidente nos viu e nos saudou com a mão", disse um dos pilotos.

Mais tarde, o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, fez um elogio especial aos militares que garantiram a segurança do voo presidencial até à base aérea síria.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала