Kremlin: decisão de Trump sobre Jerusalém agrava situação na região

© Sputnik / Vitaly Belousov / Abrir o banco de imagensVista da cidade de Jerusalém
Vista da cidade de Jerusalém - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A decisão tomada pelo presidente dos EUA, Donald Trump, sobre Jerusalém agrava situação na região, declarou o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

Cidade Velha de Jerusalém - Sputnik Brasil
Erdogan engrossa contestação à decisão de Trump sobre Jerusalém
Na quarta-feira (6), o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou que reconhece Jerusalém como capital de Israel. Trump assinou um documento autorizando a transferência da Embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém. Tal medida provocou condenações duras por parte vários países.

Neste contexto, o político russo expressou suas preocupações quanto à recém-tomada decisão do mandatório norte-americano sendo que esta põe em perigo a resolução pacífica e ameaça dividir mais uma vez a comunidade internacional.

"O que pode ser feito? Temos que continuar buscando solução diplomática apesar da complicação na situação", sublinhou Peskov.

Nobre Santuário ou Monte do Templo, na Cidade Velha de Jerusalém - Sputnik Brasil
Opinião: reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel causaria problemas para EUA
Entretanto, o porta-voz do Kremlin apontou para o alto nível de desaprovação de muitos países em meio à decisão de Donald Trump, especialmente entre os palestinos.

A opinião foi expressa pelo Kremlin em meio à decisão tomada por Donald Trump de reconhecer Jerusalém com capital de Israel e transferir a embaixada dos EUA para lá.

O passo do mandatório estadunidense provocou reação adversa nos países árabes, enquanto a comunidade judaica saudava sua decisão, apelando a outros países para que sigam o exemplo dos EUA.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала