Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ministério da Defesa: ações dos EUA na região síria de Al-Tanf violam direito humanitário

© AP Photo / APTVEm 29 de abril de 2017 foi tirada a foto que mostra o soldado norte-americano no veículo armado na aldeia de Darbasiyah, Síria
Em 29 de abril de 2017 foi tirada a foto que mostra o soldado norte-americano no veículo armado na aldeia de Darbasiyah, Síria - Sputnik Brasil
Nos siga no
Dezenas de milhares de refugiados sírios não têm acesso à ajuda humanitária por causa das ações dos EUA, que instalaram ilegalmente perto da cidade de Al-Tanf sua base militar, declarou o Centro Russo para a Reconciliação na Síria do Ministério da Defesa da Rússia.

"Por culpa dos EUA, que instalaram ilegalmente na região sua base militar, proibindo a aproximação desta a menos de 55 quilômetros sob ameaça de eliminação, dezenas de milhares de refugiados sírios do acampamento de Rukban foram privados da ajuda humanitária", diz o comunicado.

Soldado curdo olhando para fumaça depois de ataques aéreos da coalizão em Raqqa (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Opinião: EUA estão formando 'centro de poder' alternativo em Raqqa
O centro ressalta que os sírios que conseguiram deixar a região de Al-Tanf confirmam haver uma situação humanitária gravíssima no acampamento de Rukban.

Além disso, segundo testemunhas, os Estados Unidos teriam criado perto de Rukban um acampamento para onde afluem militantes, formando deles mais uma "oposição moderada", segundo a instituição russa.

Sublinha-se que estes militantes pertencem a vários grupos, cujo pagamento varia, dependendo da decisão dos EUA, o que provoca conflitos entre os diferentes grupos de mercenários.

Militares americanos e rebeldes do Maghaweer al-Thawra, apoiado pelos EUA, em Al Tanf, no sul da Síria - Sputnik Brasil
Quem conquistará o 'triângulo do diabo' – o governo sírio ou coalizão internacional?
Por essa razão, em 29 de outubro, teve lugar um enfrentamento entre militantes de dois grupos perto do acampamento de Rukban. Como resultado do tiroteio, morreram 13 refugiados sírios, mais de 20 pessoas, incluindo crianças, ficaram feridas, afirma-se no comunicado.

"Tais ações dos militares estadunidenses […] na região de Al-Tanf são uma violação gravíssima do direito internacional humanitário e podem ser qualificadas como crimes de guerra", afirma o Centro Russo para a Reconciliação na Síria.

Neste contexto, o senador russo Frants Klintsevich declarou que a Rússia vai propor ao Conselho de segurança da ONU considerar a situação na área de Al-Tanf.

Segundo ele, "o estado extremamente grave" em que se encontram os refugiados foi causado pela "continuação dos planos dos EUA para dividir a Síria".

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала