'Absurdo geográfico': coalizão internacional confunde sul e norte da Síria

© AFP 2022 / StringerSituación en Deir Ezzor (archivo)
Situación en Deir Ezzor (archivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério da Defesa da Rússia qualificou como "absurdo geográfico" a afirmação da coalizão internacional liderada pelos EUA sobre cidadãos que fogem de Deir ez-Zor para o norte, o que contradiz os fatos geográficos.

Combatentes das Forças Democráticas da Síria em um veículo armado depois da libertação de Raqqa, Síria, outubro de 2017 - Sputnik Brasil
Libertação da 'cidade fantasma' é 'fruto teatral' da coalizão
Antes, o comandante das forças de operações especiais da coalizão, James Gerrard, declarou que milhares de árabes estão fugindo da cidade de Deir ez-Zor para Al-Mayadeen das forças governamentais sírias. Segundo ele, as pessoas estariam se mudando para o norte, controlado pelas Forças Democráticas da Síria, a não para o sul, habitado por árabes.

"Foi bastante ridículo ouvir do comandante das forças de operações especiais da coalizão o absurdo geográfico sobre 'milhares de árabes' que supostamente estão fugindo de Deir ez-Zor libertado do Daesh em direção a Al-Mayadeen [ou seja, para o sul], sublinhando, ao mesmo tempo, que as pessoas estão correndo 'para o norte e não para o sul, habitado por árabes'", comentou o porta-voz do ministério russo, Igor Konashenkov.

O general russo ressaltou não haver sírios que queiram fugir para o norte, em direção à cidade libertada de Raqqa, pois "após bombardeamentos da cidade pela coalizão internacional, Raqqa simplesmente não existe".

Soldado curdo olhando para fumaça depois de ataques aéreos da coalizão em Raqqa (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Opinião: EUA estão formando 'centro de poder' alternativo em Raqqa
Konashenkov lembrou que o exército sírio libertou a cidade de Al-Mayadeen dos militantes do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) há mais de duas semanas, por isso "milhares de sírios" não fogem de Deir ez-Zor, mas sim voltam para suas casas.

"A maioria dos representantes da coalizão internacional, liderada pelos EUA, tem essa tendência de apresentar uma ilusão como verdade na Síria sem saber absolutamente nada sobre a situação real 'em terra'", concluiu o general russo.

Al-Mayadeen fica a 40 quilômetros ao sudeste do centro administrativo da província síria de Deir ez-Zor, em uma rodovia principal que liga Aleppo com a cidade de Abu Kemal na fronteira com o Iraque. Há pouco tempo, Al-Mayadeen era a maior área fortificada dos terroristas na região leste da Síria, tendo sido definida com "capital do Daesh".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала