A crise de refugiados rohingya em seis fotos

Nos siga noTelegram
Para a Organização das Nações Unidas (ONU), o que está ocorrendo em Mianmar é "um exemplo clássico de limpeza étnica".

Refugiados rohingya em Mianmar - Sputnik Brasil
Estados Unidos ameaça aplicar sanções contra Mianmar
O Governo do país asiático, de maioria budista, não reconhece os habitantes da etnia rohingya, que são muçulmanos. 

Após militantes rohingya atacarem postos policiais no final de agosto, o Exército local encontrou a justificativa que precisava para desencadear uma violenta campanha de repressão: vilarejos foram queimados e civis assassinados. 

Desde então, cerca de 600 mil muçulmanos rohingyas de Mianmar deixaram o país e foram para Bangladesh. A maior parte deste fluxo é formado por crianças.

© AP Photo / Dar YasinRefugiados deixando Mianmar.
Refugiados deixando Mianmar. - Sputnik Brasil
1/6
Refugiados deixando Mianmar.
© AP Photo / Dar YasinCampo de refugiados rohingya em Bangladesh
Campo de refugiados rohingya em Bangladesh - Sputnik Brasil
2/6
Campo de refugiados rohingya em Bangladesh
© AP Photo / Dar YasinFila para receber alimentos.
Fila para receber alimentos. - Sputnik Brasil
3/6
Fila para receber alimentos.
© AP Photo / Dar Yasin Crianças rohingya jogam futebol no campo de refugiados.
Crianças rohingya jogam futebol no campo de refugiados. - Sputnik Brasil
4/6
Crianças rohingya jogam futebol no campo de refugiados.
© Bernat Armangue É preciso improvisar a infraestrutura do campo de refugiados.
É preciso improvisar a infraestrutura do campo de refugiados. - Sputnik Brasil
5/6
É preciso improvisar a infraestrutura do campo de refugiados.
© AP Photo / Dar YasinArifa Begum deixa Mianmar com sua filha de 8 meses
Arifa Begum deixa Mianmar com sua filha de 8 meses - Sputnik Brasil
6/6
Arifa Begum deixa Mianmar com sua filha de 8 meses
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала