Nova Zelândia elege mais jovem premiê em 150 anos: 'O carisma de Obama e Trudeau'

© AP Photo / Mark MitchellNew Zealand Labour Party leader Jacinda Ardern addresses a press conference at Parliament in Wellington, New Zealand, Thursday Oct. 19, 2017.
New Zealand Labour Party leader Jacinda Ardern addresses a press conference at Parliament in Wellington, New Zealand, Thursday Oct. 19, 2017. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A líder do Partido Trabalhista, recentemente eleita Jacinda Ardern se tornará a primeira-ministra feminino mais jovem da Nova Zelândia em mais de 150 anos, assumindo o cargo que atualmente é de Bill English, líder do Partido Nacional.

A ascensão de Ardern ao poder desencadeou uma espécie de "Jacindamania" entre os apoiadores dela, sobretudo que a agora líder neozelandesa afirmou o compromisso de estabelecer uma economia que sirva todos os neozelandeses, protegendo o meio ambiente do país e limpando suas vias navegáveis.

Conselho de Segurança da ONU - Sputnik Brasil
Nova Zelândia confia à Rússia o processo de eleição do Secretário Geral da ONU
Ela foi comparada com políticos como Barack Obama e Justin Trudeau por causa de sua personalidade, popularidade e carisma. Além disso, sua promessa de erradicar a pobreza infantil e descriminalizar o aborto foi bem recebida pela classe política da Nova Zelândia.

"Este é um dia emocionante. Nós aspiramos a ser um governo para todos os neozelandeses e que aproveitará a oportunidade de construir uma Nova Zelândia mais justa e melhor", disse Ardern. "Vamos trabalhar arduamente para garantir que a Nova Zelândia seja mais uma vez líder mundial, um país do qual todos podemos nos orgulhar. Nós dissemos que poderíamos fazer isso, vamos fazer isso", acrescentou.

Roberto Azevêdo, diretor-geral da OMC - Sputnik Brasil
Diplomata brasileiro foi espionado por autoridades da Nova Zelândia
Winston Peters, um político da Nova Zelândia e líder do primeiro partido político populista da Nova Zelândia, expressou seu apoio a Ardern, afirmando que "é hora de o capitalismo recuperar o rosto humano", de acordo com o The New York Times.

"Para muitos neozelandeses, o capitalismo não foi seu amigo, mas seu inimigo", disse Peters, citado por The Guardian.

Após as eleições de setembro, o Partido Nacional ficou com 56 lugares e o Partido Trabalhista com 46, ambos menos de 61 lugares necessários para estabelecer um governo majoritário no parlamento de 120 lugares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала