Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Canal de tv russo RT 'não foi nem está sendo investigado no Canadá', diz órgão regulador

© Sputnik / Evgeny Biyatov / Abrir o banco de imagensRussia Today logo
Russia Today logo - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Comissão Canadense de Rádio-Televisão e Telecomunicações (CRTC) não está preocupada com a emissora de TV RT e nem a investigou no passado, informou a mídia canadense.

A revista Maclean relatou na terça-feira, citando o porta-voz do CRTC, Eric Rancourt, que a RT "não está atualmente sob investigação nem foi avaliada anteriormente".

Sputnik - Sputnik Brasil
Moscou detém direito de retaliar investigação do FBI contra Sputnik
Rancourt acrescentou que o CRTC "não pode especular sobre o que pode acontecer no futuro".

Margarita Simonyan, editora em chefe da emissora da RT, saudou a posição do CRTC, dizendo em seu Twitter que "o Canadá é o cara".

Na sequência das eleições presidenciais dos EUA, a RT e o Sputnik enfrentaram inúmeras alegações de divulgação de falsas notícias e tentativas de influenciar os eleitores. Os legisladores norte-americanos discutiram se a RT deveria ter sido registrada sob a Lei de Registro de Agentes Estrangeiros (FARA).

Margarita Simonyan, editora-chefe da Sputnik e do canal RT - Sputnik Brasil
Editora-chefe comenta projeto de lei dos congressistas dos EUA contra RT
No início de setembro, o portal Yahoo News informou que o FBI interrogou o ex-funcionário de Sputnik, Andrew Feinberg, como parte de sua investigação sobre a suposta influência do Kremlin nas eleições dos EUA, enquanto três membros do Congresso dos EUA pediram ao regulador de mídia dos EUA, a Comissão Federal de Comunicações (FCC), para investigar a alegada interferência da Sputnik Radio nas eleições presidenciais dos EUA de 2016. A carta citou a Rádio Sputnik que começou a transmitir em 105,5 FM em Washington em 1 julho deste ano, embora as eleições tenham ocorrido em novembro de 2016.

O presidente russo Vladimir Putin, o ministro das Relações Exteriores, Sergei Lavrov e outros altos funcionários, declararam repetidamente que Moscou não se intromete em questões de países estrangeiros.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала