Coreia do Sul: protestos contra THAAD acabam em confronto com a polícia

© AP Photo / Ahn Young-joonManifestantes sul-coreanos seguram cartazes do presidente dos EUA, Donald Trump, e imagens do porta-aviões norte-americano USS Carl Vinson e sistema de defesa antimíssil THAAD durante protestos contra implantação do sistema de defesa antimíssil THAAD no território do país, Seul, Coreia do Sul
Manifestantes sul-coreanos seguram cartazes do presidente dos EUA, Donald Trump, e imagens do porta-aviões norte-americano USS Carl Vinson e sistema de defesa antimíssil THAAD durante protestos contra implantação do sistema de defesa antimíssil THAAD no território do país, Seul, Coreia do Sul - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta quarta-feira, a população da província de Gyeongsang do Norte, na Coreia do Sul, saiu às ruas para protestar contra a instalação do sistema antimísseis THAAD. O ato acabou em confrontos com a polícia, informou a agência Yonhap.

Sistema de mísseis Iskander - Sputnik Brasil
Rússia tem meios de resposta ao reforço do THAAD, afirma cientista político
Cerca de 400 pessoas do distrito de Seongju, onde está sendo planejada a instalação adicional dos sistemas anitmísseis norte-americanos, protestaram em frente ao prédio do governo local. A polícia tentou afastar os manifestantes, que tentaram ocupar o prédio, o que deu início aos confrontos.

Segundo a agência, pessoas acabaram se ferindo, mas não há detalhes.

Mais cedo, Seul anunciou a instalação de quatro plataformas de lançamento adicionais do sistema THAAD na base dos EUA na Coreia do Sul, como reação ao último teste nuclear da Coreia do Norte, realizado neste domingo, em 3 de setembro. 

As novas bases de lançamento do sistema antimísseis na Coreia do Sul serão instalados na quinta-feira pelos militares norte-americanos na base de Seongju, localizada a 300 quilômetros ao sul da capital do país.

Prueba del sistema antimisiles estadounidense THAAD - Sputnik Brasil
Assange sobre THAAD: Coreia do Sul é a Cuba da China
A instalação do sistema THAAD suscitou preocupações da China e da Rússia. O Japão, por outro lado, manifestou seu apoio, destacando que a presença das armas norte-americanas contribuirá para a paz e a estabilidade da região.

Neste domingo, as autoridades da Coreia do Norte declararam sobre um bem-sucedido teste de uma bomba de hidrogênio. Pyongyang manifestou a intenção de instalar ogivas desse tipo em seus mísseis balísticos intercontinentais. A ordem de realizar o teste foi dada pelo líder norte-coreano, Kim Jong-un. De acordo com Pyongyang, o teste não provocou vazamento de radiação, nem outros efeitos negativos para o meio-ambiente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала