Instalando unidades da Guarda Nacional na fronteira, Ucrânia planeja invadir seu vizinho?

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensSoldados da Guarda Nacional da Ucrânia durante treinamentos
Soldados da Guarda Nacional da Ucrânia durante treinamentos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Unidades da Guarda Nacional ucraniana foram instaladas recentemente na fronteira com a Transnístria, uma república autoproclamada localizada no interior da Moldávia, informou em 5 de julho o vice-ministro do Interior ucraniano, Sergei Yarovoi.

Um soldado participa dos exercícios militares junto com o grupo operacional russo na região de Transnístria - Sputnik Brasil
Equipes de reconhecimento russas 'obtiveram documentos secretos' na Transnístria
"O governo aprovou o plano de fortalecimento da fronteira com a Transnístria, pela qual a Ucrânia está limitada a oeste. O Serviço Fronteiriço nacional ucraniano presta muita atenção a esta região. Há pouco, foram instaladas lá várias unidades da Guarda Nacional. Além disso, temos previsto instalar várias unidades da Polícia Nacional na dita região. Sem dúvida, seguiremos aumentando nossas forças lá", disse Sergei Yarovoi.

Segundo assinalou o alto funcionário, uma das tarefas principais do Ministério do Interior é assegurar a proteção da fronteira do país de maneira independente, por isso Kiev seguirá levando a cabo o projeto de construção do muro na fronteira com a Rússia, com a qual está limitada a leste.

Граница Приднестровья и Молдовы - Sputnik Brasil
Opinião: Kiev organiza bloqueio da Transnístria por encomenda do Ocidente
A Transnístria, denominada oficialmente como República Moldava Pridnestroviana, ou Pridnestrovie, está localizada na Europa do Leste, dentro do território que anteriormente formava a República Socialista Soviética da Moldávia, integrada na URSS.

Em 1990, um ano antes da queda da URSS, os habitantes da região proclamaram a República Moldava Pridnestroviana. A razão é que temiam sofrer de discriminação e represálias por parte das novas autoridades moldavas.

Foi assim que começou o conflito armado que durou quase cinco meses e que custou a vida a um milhar de pessoas. Além disso, a Moldávia perdeu o controle da região.

A Transnístria partilha a fronteira com a Moldávia no oeste e com a Ucrânia no leste. Os moldavos, russos e ucranianos representam partes quase iguais da população da autoproclamada república – 32,1%, 30,4% e 28,8%, respectivamente.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала