Falhas nos motores dos foguetes Soyuz e Proton já foram ultrapassadas

© Sputnik / Alexey FilippovNave Soyz parte de Baikonur.
Nave Soyz parte de Baikonur. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Fábrica Mecânica de Voronezh (VMZ, sigla em russo) corrigiu as falhas detetadas em dois motores para foguetes portadores Soyuz, um está pronto, o outro ficará pronto para embarque no final de março, disse em uma entrevista à Sputnik o diretor-geral da empresa Energomash, Igor Arbuzov.

O astronauta norte-americano Scott Kelly fica dentro de um simulador do foguete Soyuz no Centro de Treinamento de Cosmonautas Gagarin (GCTC), Rússia. Março, 5, 2017 - Sputnik Brasil
Nave espacial Soyuz terá 9 assentos turísticos
Anteriormente, foi relatado que a razão da retirada dos motores 11D55 (RD-0110) foi o acidente da Soyuz-U de 1 dezembro de 2016, que resultou em perda da espaçonave Progress MS-04 com a respetiva carga para a tripulação da EEI. Conforme foi relatado pela Roscosmos, a causa mais provável do acidente, estabelecida pela comissão federal, foi a abertura do tanque do terceiro estágio do foguete, devido à entrada de partículas estranhas durante a montagem da bomba oxidante.

Arbuzov também informou que as primeiras entregas dos motores reparados para foguetes Proton-M começarão em maio de 2017.

Um lote de 71 motores defeituosos RD-0210/0211 e RD-0213/0214, para o segundo e terceiro estágios dos foguetes Proton, haviam sido retornados à VMZ. De acordo com as conclusões dos especialistas da Roscosmos, durante a soldadura de componentes, a empresa usou materiais que não estavam em conformidade com a documentação técnica.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала