Nave espacial Soyuz terá 9 assentos turísticos

© AP Photo / Bill Ingalls/NASAO astronauta norte-americano Scott Kelly fica dentro de um simulador do foguete Soyuz no Centro de Treinamento de Cosmonautas Gagarin (GCTC), Rússia. Março, 5, 2017
O astronauta norte-americano Scott Kelly fica dentro de um simulador do foguete Soyuz no Centro de Treinamento de Cosmonautas Gagarin (GCTC), Rússia. Março, 5, 2017 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O acordo para nove assentos "turísticos" nas naves espaciais russas Soyuz viajando à Estação Espacial Internacional (EEI) até 2021 será assinado em março de 2017 com uma empresa estrangeira, afirmou o diretor da corporação espacial russa de produção de foguetes Energia, Vladimir Solntsev, à Sputnik.

Um avião voa com a Lua em fundo sobre Kunming, no sudoeste da China, agosto de 2014 - Sputnik Brasil
Corporação espacial russa oferecerá turismo ao redor da Lua a partir de 2021
"Acredito que no futuro próximo vamos firmar um acordo de serviços turísticos com uma empresa. Não nos limitamos à Space Adventures norte-americana, temos outras ofertas. Em particular, estamos prontos para assinar um acordo sobre nove assentos 'turísticos' nos [foguetes] Soyuz para os voos até à EEI com uma dessas empresas e que será implementado até 2021", disse Solntsev.

Até este momento, a Space Adventures tinha o exclusivo da seleção de candidatos para o turismo espacial desde 2001. O primeiro turista espacial foi o empresário norte-americano de origem italiana Dennis Tito. Ele comprou um assento na Soyuz TMA-32 em 2001. Mais tarde, houve mais seis turistas espaciais. O preço do serviço variava entre $ 20 e $ 35 milhões, segundo dados não-oficiais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала