Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Turquia move 2.600 processos criminais por 'insultos' ao presidente

© AP Photo / Emrah GurelUm cartaz com uma imagem do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, apresentado em Istambul, Turquia
Um cartaz com uma imagem do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, apresentado em Istambul, Turquia - Sputnik Brasil
Nos siga no
Um total de 2.673 processos criminais foram abertos em seis meses por insultos ao presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, de acordo com um relatório da ONG Human Rights Joint Platform (IHOP), publicado nesta sexta-feira.

Bandeiras da Turquia e da União Europeia - Sputnik Brasil
Erdogan pode convocar referendo que institui pena de morte na Turquia
Nos casos julgado, 280 suspeitos foram absolvidos, de acordo com a publicação Turkish Minute, citada no relatório.

Segundo o relatório, 3.134 indivíduos foram julgados por insultar o presidente desde 1993. No entanto, 1.953 dos processos foram abertos somente em 2015.

Em 2016, diversos processos foram instaurados contra jornalistas, artistas, estudantes na Turquia. Entre estes, o relatório destaca o processo contra o líder do Partido Republicano do Povo (CHP), Kemal Kilicdaroglu, e contra um dos presidentes do Partido Democrático dos Povos, Selahattin Demirtas. Esses dois representantes da esquerda no país também foram acusados de ferir os sentimentos de Recep Tayyip Erdogan.

O Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Zeid Raad Hussein, a União Européia, bem como uma série de grupos e de organizações expressaram, de forma reiterada, preocupações com a repressão à liberdade de expressão e imprensa na Turquia.

Segundo a legislação do país, aqueles que insultarem o presidente podem ser multados ou presos por até quatro anos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала