EUA espionam todos, mas os culpados são sempre hackers russos

© AFP 2022 / DPA/FRANK RUMPENHORSTUm manifestante dos EUA protestando contra espionagem da CIA
Um manifestante dos EUA protestando contra espionagem da CIA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
WikiLeaks revelou informações sobre a espionagem da CIA via Smart TV e smartphones. Eles podem grampear as conversas de qualquer pessoa, incluindo líderes políticos e chefes de grandes organizações em qualquer país – por exemplo, de Angela Merkel ou Silvio Berlusconi.

89th Academy Awards - Oscars Awards Show - Hollywood, California, U.S. - 26/02/17 - Writer and Director Barry Jenkins of Moonlight holds up the Best Picture Oscar in front of host Jimmy Kimmel (rear) as he stands with Producer Adele Romanski (R). - Sputnik Brasil
Hackers russos outra vez: Twitter faz piada sobre confusão no Oscar
Porque ninguém está preocupado com estas notícias, mas acusam os hackers russos?

Numa entrevista à Sputnik Itália, Gianluca Ferrara, o redator-chefe da editora italiana Dissensi Edizioni, comenta a situação dizendo que, desde o ano de 2014, a Agência Central de Inteligência dos EUA é capaz de carregar seu software em televisores inteligentes ligados à rede. Isto lhes permite gravar as conversas na sala onde está a TV.

"É possível receber informações de messengers como Whatsapp ou Telegram", acrescentou.

Gianluca Ferrara também está preocupado com a capacidade da CIA de se infiltrar em sistemas do controle de automóveis, o que, segundo ele, pode transformar os meios de transporte em ferramentas de assassinato.

"Teoricamente, eles podem espionar cada um de nós, mas é muito mais proveitoso espionar chefes de Estado e de agências, inclusive com fins de chantagem", disse.

Marine Le Pen, líder do partido Frente Nacional da França - Sputnik Brasil
Culpa da Rússia: França cancela votação eletrônica alegando medo de ciberataques
Segundo Ferrara, os Estados Unidos querem sempre encontrar um bode expiatório. Anteriormente era o comunismo, agora é o terrorismo, que é em grande parte financiado por eles, segundo o especialista. Quando Trump venceu a corrida presidencial, eles começaram a culpar os hackers russos.

"Itália não reage [às publicações do WikiLeaks] porque desde o fim da Segunda Guerra Mundial se tornou uma colônia dos EUA. Nós vivemos em uma época de ditatura, que desde 1989 se tornou global. O império dos EUA manda em todos, tem bases militares em todos continentes e cujas organizações internacionais colonizaram todos os países", disse ele.

Aqui não há democracia, o povo não consegue perceber até que ponto não é livre, concluiu Gianluca Ferrara.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала