Famílias que ajudaram Edward Snowden em Hong Kong pedem asilo ao Canadá

Nos siga noTelegram
Três famílias de Hong Kong que ajudaram a abrigar o ex-contratado da Agência de Segurança Nacional dos EUA Edward Snowden em 2013, após ele ter revelado ao mundo a extensão dos programas de vigilância norte-americanos, pediram asilo ao Canadá, segundo informaram seus advogados nesta sexta-feira (10).

Ex-agente da NSA Edward Snowden - Sputnik Brasil
'Ele não é um brinquedo': porta-voz de Putin comenta ideia de extradição de Snowden
As famílias – três adultos cingaleses, uma filipina e três crianças apátridas – há muito tempo têm pedidos de asilo pendentes em Hong Kong, e temem que eles possam ser rejeitados em breve, afirmou o advogado Marc-Andre Seguin em entrevista por telefone à Reuters.

Seguin disse que as famílias foram colocadas na berlinda após o lançamento, em setembro, do filme "Snowden", de Oliver Stone, que destacou o papel delas na fuga de Snowden dos Estados Unidos, em 2013 e, eventualmente, em sua chegada à Rússia, onde permanece até hoje na condição de asilado. No ano que vem, ele estará qualificado para pedir a cidadania russa.

De acordo com o advogado, as famílias e o advogado Robert Tibbo, que apresentou seus clientes a Snowden, enfrentam agora circunstâncias cada vez mais adversas em Hong Kong.

Eles alegam que foram "ativamente procurados por agentes do Sri Lanka" nos últimos meses e temem por sua segurança em Hong Kong. 

Uma porta-voz do ministro da Imigração do Canadá disse à Reuters que seu escritório não faz comentários sobre casos atuais ou possíveis e não pode confirmar ou negar ter recebido os pedidos de asilo.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала