Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ex-diretor de Inteligência Nacional nega que telefone de Trump tenha sido grampeado

© AP Photo / Andrew HarnikDiretor da Inteligência Nacional dos EUA, James R. Clapper
Diretor da Inteligência Nacional dos EUA, James R. Clapper - Sputnik Brasil
Nos siga no
O ex-diretor da Inteligência Nacional dos EUA, James Clapper, negou afirmações de que as conversas do presidente Donald Trump tenham sido ouvidas antes da eleição, informou a NBC News.

"Nenhuma atividade foi detectada para espionar o presidente, presidente eleito ou um candidato ou campanha", disse Claper.

Donald Trump e Barack Obama antes da cerimônia - Sputnik Brasil
Trump: 'Obama acessou meus telefones' antes da eleição
Ontem, Trump publicou vários tweets contra o seu antecessor, Barack Obama, acusando-o de "grampear" seus telefones "durante o sagrado processo eleitoral" em outubro passado.

Trump comparou Obama a Richard Nixon, implicado durante a década de 70 no caso de espionagem e perseguição de opositores políticos e grupos ativistas usando organizações policiais e serviços de inteligência, como o Federal Bureau of Investigation (FBI). O caso ficou conhecido como "Watergate" e levou à renúncia do presidente.

O porta-voz de Obama, Kevin Lewis, disse por sua vez que nem o presidente Obama nem outros funcionários da Casa Branca jamais vigiaram qualquer cidadão dos EUA. "Qualquer sugestão em contrário é falsa", disse ele.

O Comitê de Inteligência do Senado dos EUA planeja investigar em breve se as conversas de Trump foram realmente interceptadas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала