Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Exército sírio expulsa Daesh dos bairros ocidentais de Palmira (VÍDEO)

© Sputnik / Mikhail Voskresensky  / Abrir o banco de imagensMembros do destacamento sírio Falcões do Deserto perto de Palmira, Síria, abril de 2016
Membros do destacamento sírio Falcões do Deserto perto de Palmira, Síria, abril de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os militares do Exército da Síria, apoiados por tropas irregulares, patrulham e expulsam os últimos extremistas dos bairros ocidentais da cidade síria de Palmira depois da retirada do Daesh, comunica a emissora libanesa Al-Mayadin.

Vista pela parte histórica de Palmira, Síria (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Exército sírio toma sob controle cidadela de Palmira
Os extremistas abandonam em massa suas posições, em geral não opõem resistência, relatam os jornalistas. Ao deixar a cidade os militantes minam as casas e estradas. Os combates mais intensos ocorrem agora no bairro de Palmira onde se situam diversos hotéis. Ontem o Exército Árabe da Síria iniciou o assalto a esta zona. Ao mesmo tempo, outro grupo de assalto avança do lado de cidadela histórica depois de ela ter sido libertada de militantes do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e muitos outros países).

Rebeldes do Primeiro Batalhão sob o grupo de oposição Exército Livre da Síria participam de treinamento militar em 10 de junho de 2015, nos arredores de Aleppo. - Sputnik Brasil
Rússia: Oposição síria viola mais o cessar-fogo do que as forças do governo
Agora, segundo os relatos do jornal sírio Al-Watan, o exército fica à distância de 1 km do centro da cidade. Recentemente, uma fonte do Exército Árabe da Síria disse à RIA Novosti que os terroristas podem ser totalmente expulsos da cidade antiga no prazo de uma semana.

Neste momento a Força Aérea do país realiza ataques contra os jihadistas. Na quinta-feira (2 de março) de manhã foi destruída uma coluna de militantes que se dirigia para o oásis de Al-Sukhnah.

A cidade de Palmira, que havia sido libertada de militantes em março de 2016, em dezembro passado foi novamente retomada pelos terroristas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала