Moscou: 'Rússia disposta a cooperar com EUA, mas diálogo de força não tem futuro'

© Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia / Abrir o banco de imagensMinistro da Defesa russo Sergei Shoigu
Ministro da Defesa russo Sergei Shoigu - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na quinta-feira (16) o ministro da Defesa russo Sergei Shoigu declarou que a Rússia está pronta para restabelecer a cooperação com o Pentágono, mas que as tentativas de diálogo a partir de posição de força não têm perspectivas.

O ministro russo respondeu assim ao chefe do Pentágono James Mattis que, em uma reunião dos ministros da Defesa dos países da OTAN em Bruxelas, declarou que os EUA continuam dispostos a restabelecer a cooperação com a Rússia, mas pretendem falar com Moscou "a partir de uma posição de força".

Jens Stoltenberg, secretário-geral da OTAN, e o novo chefe do Pentágono, James Mattis, durante uma reunião em Bruxelas em 15 de fevereiro de 2017 - Sputnik Brasil
Chefe do Pentágono apela para negociar com Rússia a partir de 'posição de força'
"Estamos prontos para restabelecer a cooperação com o Pentágono. Mas as tentativas de construir o diálogo a partir de uma posição de força em relação à Rússia não têm perspectivas. Hoje na cidade de Baku, na reunião entre o chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas da Rússia, general do Exército Valery Gerasimov e o seu homólogo americano Joseph Dunford, estamos aguardando esclarecimentos sobre a posição do Pentágono", informou Shoigu.

Nesta quinta-feira (16), o secretário da Defesa norte-americano, James Mattis, partiu para a Europa pela primeira vez após assumir funções, com o fim de participar da reunião dos ministros da Defesa dos países-membros da OTAN em Bruxelas.

Em 16 de fevereiro o chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas da Rússia, general do exército Valery Gerasimov, e o presidente do Comitê de Chefes de Estados-Maiores das Forças Armadas dos EUA, Joseph Dunford, pretendem discutir as perspectivas da cooperação militar entre a Rússia e os EUA e a situação na área de segurança nas regiões de crise do mundo. O encontro vai decorrer na capital do Azerbaijão, Baku.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала