Cerca de 1200 rebeldes abandonaram cidades na província de Damasco

© Sputnik / Ilia Pitalev / Abrir o banco de imagensUm bairro de Damasco ocupado pela Frente al-Nusra
Um bairro de Damasco ocupado pela Frente al-Nusra - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pelo menos 1.268 jihadistas deixaram a província síria de Damasco, informou neste domingo o centro russo para a reconciliação na Síria.

Donald Trump coletiva - Sputnik Brasil
Rússia convida administração Trump para negociações sobre Síria em Astana
"No total, 1.268 rebeldes abandonaram as cidades, a maioria deles depôs as armas e retornou à vida civil. Outros puderam sair com suas famílias para a província de Idlib”, informou o documento publicado no site do ministério da Defesa da Rússia.

O comunicado observou que os rebeldes deixaram nove localidades na região de Wadi Barada, que estava sob o controle dos jihadistas.

O documento acrescentou que duas localidades, Huseiniyah e Bargaliya, juntaram-se a trégua, e outras sete (Kafr al-Awamid, Suk Wadi Barada, Deir Kanun, Deir Makran, Kafr al-Zeit, Basima e Ain al-Fija) manifestaram a intenção de participar do cessar-fogo.

O relatório também informou que centro russo continua a trabalhar com as autoridades sírias para restaurar o fornecimento de água em Damasco.

"De acordo com as autoridades sírias, abastecimento de água de Damasco deve ser retomado no futuro próximo", diz a nota.

Em 30 de Dezembro, entrou em vigor nova trégua na Síria, mediado pela Rússia e Turquia.

No dia 31, a trégua foi apoiada pela resolução 2336 do Conselho de Segurança da ONU.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала