Grupo de militantes curdos reivindica ataque em Istambul

© AP Photo / Halit Onur SandalPolice officers and ambulances fill the street next to the Besiktas football club stadium, in Istanbul, late Saturday, Dec. 10, 2016. Two loud explosions have been heard near the newly built soccer stadium and witnesses at the scene said gunfire could be heard in what appeared to have been an armed attack on police.Turkish authorities have banned distribution of images relating to the Istanbul explosions within Turkey.
Police officers and ambulances fill the street next to the Besiktas football club stadium, in Istanbul, late Saturday, Dec. 10, 2016. Two loud explosions have been heard near the newly built soccer stadium and witnesses at the scene said gunfire could be heard in what appeared to have been an armed attack on police.Turkish authorities have banned distribution of images relating to the Istanbul explosions within Turkey. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um grupo denominado Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK) reivindicou os atentados em Istambul que vitimaram mais de 30 pessoas, informa a agência Reuters.

O comunicado do grupo chamou o ataque de "ato de vingança".

Carro-bomba explode no centro de Istambul, na Turquia - Sputnik Brasil
Istambul é alvo de duas fortes explosões
Os Falcões da Liberdade do Curdistão são um ramo do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). A Turquia considera ambos os grupos como organizações terroristas. Na noite de sábado, duas bombas explodiram em um curto intervalo perto do Estádio da Arena Vodafone matando 38 e ferindo 155 pessoas.

Os Falcões da Liberdade do Curdistão já tinham realizado atentados na Turquia em 13 de março na praça de Kizilay, no centro de Ancara.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала