Sting reabre Bataclan um ano após o massacre terrorista em Paris

© AFP 2022 / FRANCOIS GUILLOTSala de shows Bataclan, Paris
Sala de shows Bataclan, Paris - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O astro do rock Sting vai reabrir neste sábado (12) o Bataclan, a sala de concertos de Paris onde jihadistas do Daesh (autodenominado Estado Islâmico) massacraram 90 pessoas um ano atrás, com um show extremamente simbólico para marcar o primeiro aniversário do mais sangrento ataque terrorista em solo francês.

Dezenas de sobreviventes do atentado no Bataclan – o pior da série de ataques que deixou mais de 140 mortos em toda a cidade – irão assistir ao concerto, que será o principal evento em um fim de semana cheio de outras “comemorações” mais discretas.

​Os ataques do Daesh em Paris aconteceram na sexta-feira, 13 de novembro de 2015.

Neste sábado, o primeiro-ministro francês Manuel Valls prometeu que o "terrorismo islâmico" seria derrotado de uma vez por todas.

"O terrorismo nos atingirá de novo", alertou Valls em um comunicado. "Mas temos em nós todos os recursos para resistir e toda a força para vencê-lo", acrescentou o premiê.

Tanques Leclerc em parada no Dia da Bastilha, na Champs-Elysees, em Paris, França - Sputnik Brasil
Ministro da Defesa francês: Paris disposta a combater o Daesh 'em qualquer lugar'
No domingo (13), o presidente francês François Hollande e a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, vão revelar placas em homenagem às vítimas do lado de fora do Bataclan, no estádio nacional onde começou a carnificina, e nos bares e restaurantes atacados durante a noite de terror.

Um ano após o massacre, nove pessoas das cerca de 400 feridas nos ataques ainda estão no hospital.

Os ingressos para o concerto de Sting esgotaram poucos minutos depois de começarem as vendas na terça-feira (8) passada.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала