Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Deputada e ex-militar ucraniana sobre Poroshenko: 'É um presidente fraco!'

© Sputnik / Mikhail Palinchak / Abrir o banco de imagensPresidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko condecora a militar ucraniana Nadezhda Savchenko depois da volta da última para a Ucrânia, Kiev, Ucrânia, 25 de maio de 2016
Presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko condecora a militar ucraniana Nadezhda Savchenko depois da volta da última para a Ucrânia, Kiev, Ucrânia, 25 de maio de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A deputada e ex-militar ucraniana Nadezhda Savchenko, processada na Rússia por envolvimento na morte de dois jornalistas russos, classificou o atual presidente do seu país como "fraco".

Nadezhda Savchenko durante a sessão do parlamento ucraniano - Sputnik Brasil
Savchenko chama Rússia de inimigo e apela ao combate
A respectiva declaração foi feita em entrevista ao canal televisivo ucraniano 112.

De acordo com a opinião de Savchenko, Pyotr Poroshenko tenta permanecer no poder e, ao mesmo tempo, cumprir todas as exigências dos parceiros europeus. Mas ela acha que Poroshenko não tem ele não tem o caráter forte necessário para realizar negociações.

"Ele é um negociador fraco, por isso é um presidente fraco e a Ucrânia é fraca", sublinhou a deputada.

A famosa militar ucraniana já tinha expressado a sua opinião sobre o presidente atual várias vezes, inclusive tinha proposto ceder o posto ao ex-presidente da Ucrânia Viktor Yanyukovich.

Militar e deputada da Suprema Rada da Ucrânia Nadezhda Savchenko falando aos jornalistas - Sputnik Brasil
Famosa militar ucraniana propõe a Poroshenko ceder cargo de presidente a Yanukovich
Cabe notar que nesta segunda-feira (31) entraram em vigor sanções adicionais da Ucrânia contra a Rússia, de acordo com o site da Suprema Rada. A decisão sobre introdução das sanções foi assinada pelo presidente Poroshenko em 16 de outubro.

Em maio, o presidente russo Vladimir Putin indultou Nadezhda Savchenko, anteriormente condenada na Rússia a uma pena de prisão pelo assassinato de dois jornalistas da Companhia Estatal Russa de Rádio e Televisão (VGTRK) em Donbass. Durante a prisão preventiva, Savchenko foi eleita deputada da Suprema Rada da Ucrânia e, após ter voltado a Kiev, começou sua atividade política.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала