Opinião: Coreia do Norte é o país mais perigoso do mundo com líder inexperiente

© REUTERS / KCNALançadores múltiplos de foguetes vistos quando estavam disparando durante um treinamento em lugar desconhecido da Coreia do Norte.
Lançadores múltiplos de foguetes vistos quando estavam disparando durante um treinamento em lugar desconhecido da Coreia do Norte. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Coreia do Norte é o país mais perigoso do mundo porque tem armas nucleares e um líder inexperiente, afirma o ex-comandante supremo da OTAN na Europa, James Stavridis.

"Segundo a minha opinião, a Coreia do Norte é o país mais perigoso do mundo. Ela tem armas nucleares, já realizou cinco testes nucleares. O país está desenvolvendo estas armas para as lançar por meio de mísseis balísticos, possuindo um líder jovem que não tem experiência. Ele já executou muitas pessoas, incluindo seus orientadores e parentes", disse Stavridis.

Stavridis acrescentou também que a Coreia do Norte esteve ligada ao ataque cibernético contra a Sony Pictures, que causou um dano de 300 milhões de dólares. Segundo ele, a China deve exercer influência sobre a Coreia do Norte, utilizando medidas econômicas para congelar seus programas nucleares.

Homem tira uma foto da tela com a imagem do líder norte-coreano Kim Jong-un numa estação ferroviária em Seul, Coreia do Sul, 6 de maio de 2016 - Sputnik Brasil
Coreia do Norte afirma ter completado criação de armas nucleares
O analista e professor universitário japonês Hideshi Takesada disse à agência RIA Novosti que o mundo menosprezou o nível das tecnologias nucleares da Coreia do Norte mas que agora já é tarde para tomar medidas concretas. 

"As tecnologias nucleares da Coreia do Norte estão se desenvolvendo a ritmos acelerados. O alcance do míssil balístico Nodon é de 1,3 mil quilômetros, numa distância de 1 mil quilômetros, a sua precisão  atinge 1 quilômetro. Anteriormente este parâmetro era de 4 quilômetros. A Coreia do Norte desenvolveu a tecnologia de reentrada de foguetes na atmosfera. A tecnologia de orientação é quase impecável, segundo os lançamentos realizados em agosto e setembro. O teste nuclear realizado no dia 9 de setembro mostrou que a escala de testes nucleares foi aumentada. Em agosto se tornou claro que o desenvolvimento das tecnologias de lançamento de mísseis balísticos a partir de submarinos está quase completado. O mundo menosprezou o nível de desenvolvimento das suas tecnologias nucleares e já é tarde para tomar medidas concretas. A Coreia do Norte vai acelerar a produção industrial de ogivas nucleares e a produção de submarinos nucleares. É evidente que o objetivo de tudo isso consiste em alcançar a normalização das negociações com os EUA e a unificação na península Coreana, encabeçada pela Coreia do Norte", sublinhou o analista.

A Coreia do Norte comunicou no dia 9 de setembro a realização bem-sucedida dos mais recentes testes nucleares, acrescentando que dispõe agora de ogivas nucleares para seus mísseis. Entretanto, Pyongyang comunicou que, no geral, o desenvolvimento das armas nucleares está completado e que o país agora tem tecnologias para fabricar qualquer tipo de armas nucleares necessárias.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала