Coalizão liderada pelos EUA se recusa a comentar ataque aéreo contra tropas da Síria

© REUTERS / Thaer Al-AjlaniMilitar sírio no aeroporto de Deir ez-Zor
Militar sírio no  aeroporto de Deir ez-Zor - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A coalizão liderada pelos EUA recusou-se a comentar o ataque aéreo contra posições do governo sírio perto do aeroporto de Deir ez-Zor Airport neste sábado (17). O ataque matou pelo menos 62 soldados e deu ensejo a uma ofensiva de militantes do Daesh (Estado Islâmico) que cercavam as tropas sírias no local.

Major General Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia - Sputnik Brasil
Moscou: Ataque contra tropas sírias pode ter resultado da relutância dos EUA em cooperar
O serviço de imprensa da operação Resolução Inerente, que coordena as ações da coalizão internacional liderada pelos EUA contra grupos terroristas na Síria e no Iraque, recusou-se a comentar os ataques de hoje devido à “natureza sensível” do assunto, referindo a questão ao Comando Central dos EUA.

Mais cedo neste sábado, o porta-voz do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov, disse que os aviões da coalizão haviam realizado quatro ataques contra as forças do governo sírio, matando 62 soldados e ferindo cerca de 100. O Observatório Sírio dos Direitos Humanos declarou que o número de baixas chegou a pelo menos 80 soldados.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала