Erdogan vai à Rússia na tentativa de melhorar relações com a Turquia

© Sputnik / Michael Klimentyev / Abrir o banco de imagensO Presidente russo Vladimir Putin e seu homólogo turco Recep Tayyip Erdogan
O Presidente russo Vladimir Putin e seu homólogo turco Recep Tayyip Erdogan - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O agravamento das tensões com os países da Europa e dos Estados Unidos, após sua reação ao que chamou de tentativa de golpe em 15 de julho, está levando o Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan a novamente estreitar as relações com a Rússia. Nesta terça-feira, 9, Erdogan será recebido em São Petersburgo pelo Presidente Vladimir Putin.

Contudo, as autoridades turcas declaram que a visita de Erdogan a São Petersburgo não indica que o país, membro da OTAN e candidato a ingressar na União Europeia, está dando as costas ao Ocidente. Para estas autoridades, trata-se de “uma tentativa de reaproximação com a Rússia, que começou semanas antes da tentativa de golpe no último 15 de julho.”

Vladimir Putin, presidente da Rússia, e Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia. - Sputnik Brasil
EUA e seus aliados preocupados com amizade russo-turca
As relações entre Turquia e Rússia ficaram seriamente comprometidas após a Força Aérea turca derrubar um avião militar Su-24 da Força Aérea russa. O fato ocorreu poucos dias após a realização da reunião de cúpula do G20 na própria Turquia, reunião esta da qual havia participado o líder russo Vladimir Putin. O chefe de Estado visitava a Jordânia quando foi informado do abate do avião russo. Putin considerou a derrubada do jato como uma “punhalada pelas costas.”  

A Turquia alegou ter derrubado o avião pelo fato de que seu piloto havia invadido o espaço aéreo turco por 17 segundos e que, mesmo advertido, tentou permanecer no local da interceptação. Um dos pilotos morreu e o sobrevivente declarou, após conseguir se ejetar e ser resgatado, que os dois tripulantes não foram informados em momento algum da entrada, inadvertida, em espaço aéreo turco. Mesmo assim, a manobra foi corrigida e os dois pilotos tentariam seguir seu rumo. Ambos faziam parte da missão militar russa enviada à Síria para combater posições e efetivos do Daesh, sigla em árabe para Estado Islâmico. Putin reagiu com sanções econômicas contra a Turquia, proibindo a importação de diversos produtos do país, sobretudo, agrícolas.

Após a tentativa de golpe, Putin entrou em contato com Erdogan, e, segundo analistas internacionais, tudo indica que Turquia e Rússia estão vivendo um momento de distensão em suas relações políticas e econômicas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала