Deputado francês aconselha comunidade internacional a reconhecer Crimeia

© Sputnik / Artem Zhitenev / Abrir o banco de imagensGrafiti patriótico relacionado à reintegração da Crimeia à Rússia
Grafiti patriótico relacionado à reintegração da Crimeia à Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A comunidade internacional deveria reconhecer que a Crimeia é parte da Rússia e concentrar-se na solução dos problemas de Donbass. Quem afirma é o chefe da delegação de parlamentares franceses que visitou a Crimeia, Thierry Mariani.

A delegação visitou no último fim de semana a capital crimeia, Simferopol, assim como Yalta e Sebastopol. 

Regiões da Rússia. Crimeia - Sputnik Brasil
Crimeia declara fim do bloqueio internacional da península
Os parlamentares reuniram-se com os líderes da Criméia e Sevastopol (cidade tem um estatuto especial) e participaram das comemorações do Dia da Marinha da Rússia.

"Aqueles que descrevem a Crimeia como um território ocupado seria melhor visitar a península e ver o que acontece lá <…> A Crimeia escolheu o seu caminho em um referendo pela maioria da população, a comunidade internacional sabe disso e seria melhor aceitar definitivamente esta realidade e lidar com os problemas de Donbass", disse Mariani em uma entrevista coletiva em Moscou.

Ele observou que a situação na Crimeia é normal, acrescentando também que as minorias étnicas da região têm segurança e garantia de que o seu futuro será muito mais positivo do que a população de língua russa das repúblicas do mar Báltico.

A Crimeia se separou da Ucrânia e foi reintegrada à Rússia em março de 2014 após um referendo em que mais de 96% da população da península votou por esta opção. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала