OEA derrotou interesses intervencionistas dos EUA na Venezuela, diz Evo Morales

Nos siga noTelegram
O presidente da Bolívia, Evo Morales, declarou nesta quinta (16) que a Organização dos Estados Americanos (OEA) derrotou "os interesses intervencionistas" do governo dos EUA contra a Venezuela.

​Em mensagem no Twitter, o líder boliviano também salientou que "o diálogo e a democracia triunfaram graças à consciência ideológica e política dos países da América Latina".

​Em 31 de maio, o secretário-geral da OEA, Luis Almagro, convocou uma reunião do Conselho Permanente da instituição para avaliar todos os elementos descritos em um relatório sobre a situação na Venezuela e discutir se a organização deveria ativar a Carta Democrática Interamericana. 

Departamento de Estado dos EUA. - Sputnik Brasil
EUA: Kerry apoiou diálogo com a oposição para superar a crise na Venezuela
A aplicação do documento levaria a uma série de implicações de todos os tipos: sociais, políticos, econômicos e, de acordo com alguns analistas, colocaria a nação bolivariana às portas de uma intervenção estrangeira.

Nesta quinta-feira, a Venezuela recebeu apoio majoritário da Assembleia Geral da OEA — 19 votos a favor e 12 contras – na votação de sua proposta contrária a Luis Almagro. Assim, a organização supranacional aprovou um pedido da chanceler venezuelana, Delcy Rodriguez, para avaliar a conduta do secretário-geral .

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала