Azerbaijão acusa Armênia de violar trégua 100 vezes em Karabakh

© Sputnik / Abrir o banco de imagensMilitares na zona de conflito em Nagorno-Karabakh, 3 de abril de 2016
Militares na zona de conflito em Nagorno-Karabakh, 3 de abril de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As tropas azerbaijanas recomeçaram o fogo contra as forças armênias, que alegadamente violaram a trégua em Nagorno-Karabakh.

As forças armênias violaram a trégua ao longo da linha de contato na autoproclamada República de Nagorno-Karabakh 100 vezes durante as últimas 24 horas, disse na terça-feira o porta-voz do Ministério da Defesa azerbaijana.

“Apesar do acordo de cessar-fogo ao longo da linha de contato em Karabakh alcançado, o lado armênio violou o regime 100 vezes durante últimas 24 horas", disse o porta-voz.

panorama de Nagorno-Karabakh - Sputnik Brasil
Confrontos em Karabakh já fazem meia centena de mortos
O Ministério da Defesa do Azerbaijão informou que reiniciou o fogo 101 vezes contra posições armênias.

No dia 5 de abril, a Arménia e o Azerbaijão chegaram a um acordo de cessar-fogo bilateral em Nagorno-Karabakh, que entrou em vigor no mesmo dia.

O acordo bilateral de cessar-fogo entre a Armênia (Nagorno-Karabakh é um enclave de maioria armênia) e o Azerbaijão foi celebrado no dia 5 de abril e entrou em vigor no dia seguinte.

Nagorno-Karabakh é uma região disputada no Sul do Cáucaso, que formalmente faz parte do Azerbaijão, mas é habitada principalmente por armênios. Na prática, o território é uma província com governo próprio, mas sem reconhecimento da comunidade internacional.

Primeiro-ministro da Rússia Dmitry Medvedev - Sputnik Brasil
Medvedev: É provável que fator turco influencie conflito em Karabakh
No dia 2 de abril, a Armênia e o Azerbaijão anunciaram uma dramática escalação do conflito na região. Os países trocam acusações e comunicaram de combates na região.

No domingo, o Ministério da Defesa de República de Nagorno-Karabakh disse à RIA Novosti que as forças azeris violaram o regime de cessar-fogo na região separatista, acrescentando que as forças de Nagorno-Karabakh “em geral se abstêm de ações de resposta”. O conflito em Nagorno-Karabakh começou em 1988, quando a região autônoma buscou a separação da República Socialista Soviética do Azerbaijão antes de proclamar a independência, após o colapso da União Soviética em 1991.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала