Canadá defende reforço das sanções contra a Rússia

© AFP 2022 / GEOFF ROBINSMinistro das Relações Exteriores do Canadá, Stephane Dion
Ministro das Relações Exteriores do Canadá, Stephane Dion - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro das Relações Exteriores do Canadá, Stephane Dion, declarou nesta terça-feira (29) que Ottawa deve continuar a exigir que as sanções coletivas contra a Rússia sejam mantidas e até mesmo reforçadas.

O governo canadense deve continuar a pressionar os seus aliados para manter ou mesmo reforçar as sanções impostas a Moscou devido à crise na Ucrânia, disse o chanceler Stephane Dion em uma conferência chamada Canadá nos Assuntos Globais.

"As sanções impostas à Rússia em retaliação por sua agressão contra a Ucrânia só são eficazes porque estão sendo impostas por um grande número de países", afirmou Dion. "O Canadá deve continuar a exigir que essas sanções coletivas sejam mantidas ou até reforçadas".

Empresa russa Rostec durante Feira de Defesa e Segurança LAAD no Rio de Janeiro, 2013 - Sputnik Brasil
Sanções contra a Rússia prejudicam empresas do Canadá
Moscou, por sua vez, já reiterou diversas vezes que aquilo que o Ocidente qualifica como “agressão contra a Ucrânia” não tem qualquer fundamento na realidade. O governo russo nega intervir militar ou financeiramente no conflito do leste ucraniano, e destaca que a reintegração da Crimeia ao território da Federação Russa foi realizada com base no direito à autodeterminação dos povos, por meio de um referendo democrático no qual mais de 96% da população da península decidiu se separar da Ucrânia. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала