Mais dois suspeitos dos atentados em Paris são detidos em Bruxelas

© REUTERS / Yves HermanPolícia belga realiza operação em conexão com ataques em Paris, na França.
Polícia belga realiza operação em conexão com ataques em Paris, na França. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Dois homens foram detidos na comunidade de Molenbeek, em Bruxelas (Bélgica) no âmbito das operações policiais que investigam os ataques de 13 de novembro em Paris. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (21) pela procuradoria belga.

Segundo a imprensa local, os detidos Zakaria J., de nacionalidade belga, e Mustafa E., marroquino, devem se apresentar hoje a um juiz de instrução, que decidirá sobre a prisão preventiva.

Três sobreviventes se dão um abraço fora da sala de concertos Bataclan, onde tinha acontecido um ataque com fuzil automático - Sputnik Brasil
Sobreviventes dos atentados de Paris tentam retribuir o 'herói esquecido do Bataclan'
Um comunicado da procuradoria informou não foram encontradas armas, nem explosivos durante as operações.

As investigações na Bélgica têm desmantelado parte da rede que ajudou Salah Abdeslam, suspeito de participar dos ataques de Paris.

O suspeito teria regressado a Bruxelas depois dos ataques, encontrando-se ainda desaparecido.

Além de três locais que teriam servido para planejar os ataques, as forças belgas identificaram dez pessoas, das quais nove estão detidas.

Os atentados terroristas em Paris, em 13 de novembro, resultaram na morte de 130 pessoas e em mais de 360 feridas. A responsabilidade pelo ataque foi assumida pelo Estado Islâmico, grupo terorista proibido na Rússia e em outros países.

O presidente francês, François Hollande, disse que o ato significa que a França, e a Europa toda, estão "em guerra" com o Estado Islâmico.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала