Sem desculpa: Após ataques em Colônia, Governo alemão condena crimes contra imigrantes

Nos siga noTelegram
Não há nenhuma justificativa aceitável para os crimes contra os imigrantes na Alemanha, segundo disse o porta-voz do governo alemão Steffen Seibert nesta segunda-feira (11).

Policiais alemães fazem blitz em Berlim. - Sputnik Brasil
Mídia alemã: polícia recebeu ordem de não divulgar crimes de refugiados
No domingo (10), grupos de homens armados atacaram e feriram vários estrangeiros no centro de Colônia, no oeste do país. Seibert evitou ligar os crimes aos ataques sofridos pelas mulheres da cidade na véspera de ano novo e ressaltou que a polícia está investigando todos os casos de violência contra imigrantes.

"O governo se opõe fortemente à violência contra os imigrantes. Nada pode desculpar tais crimes", disse Seibert.

​De acordo com relatos da mídia local, vários grupos de roqueiros, seguranças e hooligans estavam por trás dos ataques de domingo perto da estação central de Colônia, que deixaram dois paquistaneses hospitalizados e um cidadão sírio ligeiramente ferido.

Police use a water cannon during a protest march by supporters of anti-immigration right-wing movement PEGIDA (Patriotic Europeans Against the Islamisation of the West) in Cologne, Germany, January 9, 2016 - Sputnik Brasil
Polícia alemã usa canhões d’água para dispersar protesto contra abusos sexuais
Na véspera de Ano Novo, centenas de mulheres em Colônia foram roubadas, ameaçadas e agredidas sexualmente por pequenos grupos que, de acordo com testemunhas, eram compostos em sua maioria por homens de origem árabe e norte-africana. Segundo a mídia local, mais de 400 queixas foram apresentadas à polícia em relação aos acontecimentos daquela noite.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала