Norte-americanos apoiam mais rigor na venda de armas

© Sputnik / Ruslan Krivobok / Abrir o banco de imagensPistola e munição
Pistola e munição - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma pesquisa do instituto Gallup divulgada nesta segunda-feira (19) nos Estados Unidos mostrou que 55% dos norte-americanos acreditam que o país deveria ter leis mais rigorosas para a venda de armas de fogo. O número representa um aumento de 8 pontos percentuais em relação ao levantamento anterior, feito há um ano.

A polícia de Louisiania analisa a cena da morte de duas pessoas por um homem vestido de Rambo. - Sputnik Brasil
Barack Obama diz que tiroteios no país matam mais do que o terrorismo
A posse e o uso de arma de fogo é um direito garantido a todo cidadão norte-americano pela Segunda Emenda à Constituição. Entre os 1.015 entrevistados, 43% disseram que têm uma arma.

A pesquisa Gallup ouviu adultos, com 18 anos ou mais, de 50 estados norte-americanos e do distrito de Columbia. Eles foram perguntados se a venda de armas de fogo deveria ser mais estrita, menos estrita ou se deveria continuar como é atualmente.

Até o início deste mês, 381 pessoas morreram e 1.109 ficaram feridas em tiroteios nos Estados Unidos. O levantamento é feito pela instituição Shooting Tracker, que publica os dados atualizados em seu site na internet.

Em 2013, o presidente Barack Obama propôs uma lei para tornar obrigatória a checagem de antecedentes criminais para a compra de armas de fogo. Mas o Senado barrou o projeto, informou Agência Brasil.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала