Aviões russos na Síria realizam 88 voos nas últimas 24 horas

© Sputnik / Alexei Druzhinin / Abrir o banco de imagensAeronaves russas Su-25SM durante a Parada da Vitória em Moscou, 9 de maio de 2015
Aeronaves russas Su-25SM durante a Parada da Vitória em Moscou, 9 de maio de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os alvos foram postos de comando, arsenais e locais onde o grupo terrorista produzia explosivos, disse o porta-voz do Ministério da Defesa russo na terça-feira (13).

Aeronaves russas realizaram 88 voos na Síria nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Defesa russo.

“Durante as últimas 24 horas, aviões Su-24, Su-24M e Su-25SM completaram 88 voos alvejando 86 posições da infraestrutura dos terroristas nas regiões de Raqqa, Hama, Idlib, Latakia e Aleppo”, disse aos jornalistas o porta-voz do Ministério, general Igor Konashenkov.

Bombardeiros táticos Su-34 - Sputnik Brasil
Aviação russa realiza 55 ataques destruindo 53 posições do Estado Islâmico na Síria
Segundo conversas entre militantes do Estado Islâmico interceptadas na Síria, uma parte do grupo terrorista está preste a abandonar a zona de combate devido a falta crítica de reservas de armas, acrescentou Konashenkov.

“De acordo com as intercepções de rádio nas províncias de Hama e Homs, os militantes experimentam uma falta crítica de munições para armas ligeiras e lança-granadas. Alguns comandantes rebeldes fizeram declarações dizendo à sua liderança que, se não receberem armas no futuro mais próximo, retirarão os seus grupos da zona de combate”, disse o porta-voz do Ministério.

Caça russo Su-34 em missão na Síria - Sputnik Brasil
Com apoio russo exército sírio tem mais avanços no combate aos terroristas
Segundo Konashenkov, o Estado Islâmico tem perdido uma grande parte dos armamentos e equipamento desde que a Rússia começou a realizar ataques aéreos na Síria. Isso obrigou o grupo terrorista a “pôr em funcionamento toda a rede logística à disposição dos terroristas para transportar munições e combustível fora da província de Raqqa”.

“Agora não há colunas [transportando armas], mas grupos móveis de veículos todo-terreno que habitualmente se deslocam à noite com cargas para os terroristas”, acrescentou.

Desde 30 de setembro último, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, a Rússia iniciou ataques localizados contra as posições do Estado Islâmico na Síria, usando aviões Su-25, bombardeiros Su-24M, Su-34, protegidos por caças Su-30SM.Segundo os dados mais recentes, as Forças Aeroespaciais russas realizaram, desde o início da operação, cerca de 140 missões contra as posições dos terroristas, nomeadamente postos de comando, campos de treinamento e arsenais.

Самолет Су-24 на авиационном шоу в Ахтубинске, посвященном 95-летию лётно-испытательного центра министерства обороны РФ. - Sputnik Brasil
Rússia aperta o cerco: 64 missões, 55 alvos do EI destruídos
Além disso, os navios da Frota do Mar Cáspio lançaram 26 mísseis de cruzeiro contra os territórios controlados pelos jihadistas. A precisão de ataque é de cerca de 5 metros.Os alvos dos ataques são estabelecidos com base nos dados de reconhecimento russo, sírio, iraquiano e iraniano.

O embaixador sírio na Rússia, Riad Haddad, confirmou que as missões aéreas são realizadas contra organizações terroristas armadas, e não contra grupos da oposição política ou civis. Além disso, segundo ele, em resultado da operação da Força Aérea russa, já foi destruída cerca de 40% da infraestrutura do Estado Islâmico.   

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала