Moscou mostra satisfação com diálogo com os EUA sobre a questão Síria

© Sputnik / Vladimir Astapkovich / Abrir o banco de imagensSergei Lavrov, ministro de Relações Exteriores da Rússia
Sergei Lavrov, ministro de Relações Exteriores da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O chanceler russo, Sergei Lavrov, afirmou nesta terça-feira (13) que a Rússia está satisfeita com o diálogo com os EUA sobre a Síria estabelecido por canais militares. No entanto, Moscou lamenta a relutância de Washington para coordenar estes esforços antiterrorismo com outros atores na região.

“Nós precisamos ajustar nossos passos. Estamos satisfeitos que temos sido capazes de desenvolver um mecanismo para evitar incidentes não intencionais através dos departamentos militares da Rússia e dos EUA, mas estamos decepcionados com o fato de que os norte-americanos, pelo menos por agora, não podem dar o próximo passo e começar a coordenar os esforços verdadeiramente com todos os envolvidos na luta contra o terrorismo em território sírio”, disse Lavrov.

O ministro russo afirmou que Washington também precisa responder ao chamado da Rússia para a cooperação humanitária no país devastado pela guerra e destacou que Moscou está certo de que uma proporção significativa das armas que os EUA enviam para a chamada oposição síria acaba nas mãos dos terroristas.

“Eu vou ser honesto. Não temos dúvidas de que pelo menos uma parte significativa dessas armas acaba nas mãos de terroristas. Até os EUA estão preocupados com isso”, disse Lavrov em entrevista ao canal NTV.

O ministro das Relações exteriroes da Rússia, Sergei Lavrov, durante o encontro com a vice-presidente da Comissão Europeia, Kristalina Georgieva, em 8 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Lavrov: Rússia está disposta a cooperar com a 'oposição patriótica' da Síria
Segundo o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Moscou tem feito todos os esforços de coordenação com a chamada oposição moderada síria, incluindo o Exército Livre da Síria, e está atualmente aguardando contatos a partir dos EUA e de outros países ocidentais.

Lavrov disse ainda que o governo russo pediu aos parceiros “há vários dias” para aconselhar Moscou sobre quem da oposição patriótica síria, que rejeita métodos terroristas, poderia se fazer contatos. “Eles prometeram fornecer as coordenadas relevantes, esperamos que isso aconteça.”

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала