Lavrov: Rússia está disposta a cooperar com a 'oposição patriótica' da Síria

© Sputnik / Maksim Blinov / Abrir o banco de imagensO ministro das Relações exteriroes da Rússia, Sergei Lavrov, durante o encontro com a vice-presidente da Comissão Europeia, Kristalina Georgieva, em 8 de setembro de 2015
O ministro das Relações exteriroes da Rússia, Sergei Lavrov, durante o encontro com a vice-presidente da Comissão Europeia, Kristalina Georgieva, em 8 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O chanceler russo Sergei Lavrov e o secretário-geral da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), Lamberto Zannier, deram uma coletiva de imprensa conjunta. Durante as negociações o chanceler russo abordou o tema da crise ucraniana e o futuro da organização.

Sergei Lavrov disse que a Rússia é a favor do fortalecimento do papel da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). 

Sitting round a table for talks are from left, clockwise: German Chancellor Angela Merkel, Russian President Vladimir Putin, Ukrainian President Petro Poroshenko and French President Francois Hollande, during an informal meeting in Paris, France, Friday, Oct. 2, 2015, in a revived European push to bring peace to eastern Ukraine. - Sputnik Brasil
Quarteto da Normandia chega a acordo sobre retirada de armas pesadas
Lavrov e Zannier são de opinião que a missão especial da OSCE no Leste da Ucrânia deve ser intensificada dado o novo objetivo — monitorizar a retirada das armas de calibre inferior a 10 mm.

Por sua vez, Lamberto Zannier disse que a OSCE planeja aumentar o número dos observadores na Ucrânia até um mil.

O adiamento das eleições locais permitiu resolver outros problemas até esse momento. 

Além disso, eles discutiram a crise migratória provocada pelo afluxo de refugiados vindos do Oriente Médio.

As partes discutiram mais detalhadamente o futuro da organização. A Rússia vê a OSCE como uma organização de base sólida, especialmente no que se refere às ações pacificadoras. Mas é preciso criar uma base jurídica. A parte russa espera que o secretário-geral entenda as iniciativas da Rússia. Lavrov afirmou que a Rússia já tinha proposto o projeto mas algumas delegações se opõem às reformas.

“A falta de base jurídica é um problema sistemático da OSCE, a organização precisa de um documento instituinte”.

O ministro notou que a conferência dos chanceleres dos países-membros da OSCE terá lugar em Belgrado em dezembro de 2015. 

“Atribuímos uma importância especial… à preparação da conferência dos ministros das Relações Exteriores da OSCE, que se realizará em dezembro deste ano em Belgrado”, disse Lavrov. 

O secretário-geral também espera que, no futuro, a agenda inclua as discussões sobre o status jurídico. Neste caso, Zannier está certo que os poderes da organização serão alargados.

Respondendo à pergunta sobre a crise na Síria, Sergei Lavrov disse que, por enquanto, os parceiros ocidentais não reagiram à solicitação de conpartilhar os dados sobre a oposição "patriótica". No entanto, a parte russa considera que seria lógico "dividir o trabalho": a Rússia foi convidada à Síria, a coalizão internacional foi convidada ao Iraque. Então, "haverá eficácia e legitimidade". 

Presidente russo Valdimir Putin - Sputnik Brasil
Putin: operação na Síria foi planejada com antecedência
Sergei Lavrov afirmou que a Rússia está disposta a cooperar com a "oposição patriótica", o que significa não-extremista. A Rússia concorda que a oposição deve ser envolvida no processo político, que deve começar o mais rápido possível.

A Rússia admite que não vê a "situação na Síria de forma igual até o último passo":  

"Os parceiros russos entendem a nossa lógica no combate ao Estado Islâmico, no diálogo há avanços", declarou Sergei Lavrov. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала