Moscou critica Washington por prever mortes de soldados russos na Síria

© Sputnik / Dmitriy Vinogradov / Abrir o banco de imagensPilotos militares russos na base aérea de Khmeimim na Síria
Pilotos militares russos na base aérea de Khmeimim na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério da Defesa da Rússia criticou duramente nesta quinta-feira o secretário de Defesa dos EUA, Ashton Carter, por suas previsões polêmicas sobre inevitáveis mortes entre os militares russos que combatem o Estado Islâmico na Síria.

John Kirby, porta-voz do Departamento de Estado dos EUA - Sputnik Brasil
EUA dizem que não estão interessados em guerra por procuração contra a Rússia
Carter havia dito mais cedo, durante encontro com aliados da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), em Bruxelas, que as forças russas na Síria começariam a sofrer baixas nos próximos dias, em consequência do seu maior apoio às operações do exército sírio contra os jihadistas do EI.

As considerações do chefe do Departamento de Defesa dos EUA provocaram grande mal-estar em Moscou, levando o major-general Igor Konashenkov, porta-voz da Defesa russa, a declarar que a Rússia nunca se comportou de maneira tão baixa em relação aos militares norte-americanos. 

"Em suas avaliações das ações militares dos EUA ao redor do mundo, os oficiais militares russos nunca foram tão baixo, a ponto de expressar publicamente a sua antecipação das mortes de soldados norte-americanos", disse Konashenkov, acrescentando que as observações de Carter "mostram claramente o (baixo) nível de cultura política e o (alto) grau de cinismo de alguns funcionários dos EUA".  

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала