Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Destroços encontrados perto de Madagascar podem ser de Boeing que sumiu ano passado

© REUTERS / Rob GriffithUm avião da Real Força Aérea da Nova Zelândia ajudou nas buscas ao voo MH370 próximas à Austrália.
Um avião da Real Força Aérea da Nova Zelândia ajudou nas buscas ao voo MH370 próximas à Austrália. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Uma pista sobre um dos maiores mistérios recentes da aviação mundial pode ter sido encontrada na quarta-feira (29). A agência australiana responsável pelas buscas ao Boeing 777 que fazia o voo MH370 da Malaysia Airlines anunciou que um pedaço de dois metros encontrado próximo a Madagascar tem grandes chances de ser do avião.

A man views a fleet of Malaysia Airline planes on the tarmac of the Kuala Lumpur International Airport, in Malaysia - Sputnik Brasil
Desaparecimento do voo MH370: tripulação não teve culpa, avião não tinha problemas
O pedaço da aeronave está sendo analisado por especialistas franceses, mas a expectativa de todos é que seja realmente do avião que desapareceu no dia 8 de março de 2014, com 239 passageiros, a maioria de chineses. Buscas insistentes foram realizadas durante meses no sul do Oceano Índico, na costa australiana, onde se acreditava que o Boeing, que fazia a rota Kuala Lumpur–Pequim, tivesse caído.

O chefe do Departamento de Segurança e Transporte da Austrália, Martin Dolan, afirmou que na oportunidade foram realizadas várias análises para onde os destroços do avião poderiam ir. Ele salientou que isto não é uma ciência exata e que encontrá-los nesta região junto a Madagascar não seria inconsistente com o modelo criado.

Comissárias de bordo da Malaysia Airlines - Sputnik Brasil
Lenço úmido da Malaysia Airlines é encontrado em praia da Austrália: nova pista do MH370?
A parte encontrada seria o flap – superfície articulada que fica na parte posterior da asa do avião. O componente normalmente possui marcas ou uma numeração que identifica a aeronave a que pertence.

A Malaysia Airlines adotou a prudência quanto à possibilidade do destroço ser do Boeing que fazia o voo MH370. A empresa se limitou a dizer, em comunicado, que ainda é prematuro especular sobre o assunto e que está trabalhando com as autoridades para determinar a origem do pedaço encontrado.

Os responsáveis pelo achado foram dois membros de uma associação de limpeza da ilha La Reunion, junto a onde o fragmento estava. Eles também encontraram uma mala um dia antes no mesmo local.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала