Desaparecimento do voo MH370: tripulação não teve culpa, avião não tinha problemas

© AP Photo / Joshua PaulA man views a fleet of Malaysia Airline planes on the tarmac of the Kuala Lumpur International Airport, in Malaysia
A man views a fleet of Malaysia Airline planes on the tarmac of the Kuala Lumpur International Airport, in Malaysia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A investigação da catástrofe do Boeing 777-200 da Malaysia Airlines que desapareceu um ano atrás sobre o oceano Índico concluiu que não houve culpa da tripulação no acidente e que o avião não tinha problemas técnicos antes da partida.

“Não tem nada para acusar a tripulação. Não foram encontradas nenhumas anomalias mecânicas”, — diz-se no relatório dos especialistas do departamento da aviação civil da Malásia, publicado neste domingo (8). 

Os especialistas notam que se trata de uma conclusão preliminar porque a maior e mais cara operação no mundo de busca do voo MH370 ainda não terminou. 

O avião Boeing 777-200 da companhia aérea Malaysia Airlines, que efetuava o voo MH370 entre Kuala Lumpur e Pequim com 227 passageiros e 12 tripulantes a bordo, desapareceu dos radares na noite de 8 de março de 2014. No dia 24 de março o premiê malaio, solicitando dados obtidos via satélite, anunciou que o avião tinha caído na parte sul do oceano Índico.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала