Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Pentágono nega envolvimento com batalhão paramilitar da Ucrânia

© Sputnik / Aleksandr Maksimenko / Abrir o banco de imagensSoldados do batalhão Azov ostentando o símbolo neonazista do Wolfsangel
Soldados do batalhão Azov ostentando o símbolo neonazista do Wolfsangel - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os Estados Unidos não estão fornecendo nenhuma espécie de treinamento para o Batalhão Azov, grupo paramilitar controlado pelo governo de Kiev, segundo afirmou a porta-voz do Departamento de Defesa norte-americano Eileen Lainez à Sputnik nesta segunda-feira (15).

"Eu posso dizer-lhe que o Batalhão Azov não está envolvido em nosso treinamento atual", disse ela.

Forças de defesa de Donbass - Sputnik Brasil
Oficiais de Kiev instam as forças de defesa de Donbass a abrir fogo contra o batalhão Azov
Os comentários de Lainez seguem as alterações ao projeto de lei norte-americano que regula os gastos da Defesa, aprovadas na quinta-feira (11) pela Câmara dos Representantes dos EUA para impedir o treinamento do grupo paramilitar que luta contra os partidários da independência no leste da Ucrânia, supostamente sob o símbolo neonazista do Wolfsangel.

Setor de Direita - Sputnik Brasil
UE, EUA, ONU e OSCE precisam pressionar Ucrânia para que seu governo combata o neonazismo
Lainez também disse que o Departamento de Defesa não faria comentários sobre a legislação proposta.

Organizações de direitos humanos internacionais, incluindo a Human Rights Watch, têm manifestado preocupações sobre crimes cometidos contra civis por parte do Batalhão Azov, bem como de outros grupos paramilitares da Ucrânia.

Paraquedistas americanos da 173ª Brigada Aérea chegam à Ucrânia - Sputnik Brasil
Paraquedistas americanos chegam à Ucrânia enquanto lutas em Donbass se intensificam
Desde o início de 2014, a Ucrânia tem sido dilacerada por um conflito no sudeste do país, onde os partidários da independência lutam contra as forças de segurança de Kiev. 

Em abril deste ano, o Exército dos EUA enviou 300 paraquedistas ao oeste da Ucrânia para treinar a Guarda Nacional do país. O governo de Kiev, por sua vez, disse que está planejando a realização de três exercícios conjuntos com as tropas dos EUA ainda em 2015.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала