Opinião: EUA não entendem que Rússia é capaz de responder a provocações de guerra

© Sputnik / Valery MelnikovSituação na região de Lugansk
Situação na região de Lugansk - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Não há dúvidas de que a política estadunidense de escalada da crise ucraniana é um instrumento na guerra por procuração de Washington contra Moscou, na qual os soldados do Exército ucraniano são usados para esse fim, dizem os especialistas.

Parlamentares norte-americanos fazem campanha para o fornecimento de armas à Ucrânia, não considerando as consequências catastróficas de tal decisão, incluindo uma possível resposta de Moscou, diz Eugene Rumer, diretor do Instituto Carnegie para a Rússia e Eurásia, em entrevista à emissora Sputnik.

"Não há dúvida de que este fato (a possível entrega de armas letais norte-americanas a Kiev — Ed.) é a ferramenta da guerra por procuração contra a Rússia", disse o especialista. 

Posto de checagem em Debaltsevo, na região de Donetsk - Sputnik Brasil
Opinião: Rússia salvou EUA de uma guerra desnecessária
Partidários de fornecimentos militares à Ucrânia, de acordo com Rumer, não levam em conta as possíveis consequências dessa decisão, incluindo a resposta da Rússia, e estão  concentrados  no seu alvo principal, ou seja, na intenção de conduzir uma guerra contra Moscou através dos soldados do exército ucraniano, que estão sob o “controle remoto” de Washington.

Outro especialista entrevistado pela Sputnik, o comentarista político George Kapopoulos, acredita que uma solução diplomática para o conflito no sudeste da Ucrânia, no âmbito dos Acordos de Minsk será impossível caso Barack Obama assine o projeto de lei sobre o fornecimento de armas letais aos ucranianos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала