Rússia pediu cessar-fogo imediato, adiado por solicitação dos independistas

© SputnikDmitry Pescov, assessor de imprensa do presidente russo
Dmitry Pescov, assessor de imprensa do presidente russo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O assessor de imprensa do presidente russo comentou os resultados da reunião do “quarteto de Normandia” em Minsk.

Rússia pediu cessar-fogo imediato em Donbass, mas por solicitação dos independentisas a data foi adiada para a meia noite de 15 de fevereiro, informou o assessor de imprensa do presidente russo, Dmitry Peskov. 

Последствия обстрела автостанции в Донецке - Sputnik Brasil
RPD: Retirada de armas da zona de conflito na Ucrânia pode levar três dias
Na madrugada da quinta-feira aconteceu a reunião dos líderes do “quarteto de Normandia” (Alemanha, França, Rússia e Ucrânia) em Minsk, simultaneamente com o grupo de contato (as partes do conflito ucraniano com mediação da Rússia e OSCE). Durante o encontro foi estabelecido um plano de normalização do conflito ucraniano, que prevê, entre outros aspectos, a retirada das tropas das zonas de conflito. O cessar-fogo será anunciado à meia noite do domingo, 15 de fevereiro. 

A parte russa foi “partidária de um cessar-fogo imediato”, revelou Peskov ao jornal russo Kommersant.

A versão final do documento, que previa o cessar-fogo à meia noite de 15 de fevereiro foi redigido por “solicitação dos independentistas”, em função da “dificuldade de um cessar-fogo efetivo por duas partes ao mesmo tempo”, concluiu Peskov.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала