01:01 02 Agosto 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    575
    Nos siga no

    O CEO da Tesla e da Space X afirmou ainda que pretende fazer uma visita ao espaço daqui a "dois ou três anos" e que quer ser enterrado no Planeta Vermelho.

    O magnata do setor espacial Elon Musk disse que é "bem provável" que os primeiros humanos aterrissem em Marte daqui a seis anos – e que, numa previsão otimista, isso seria possível daqui a quatro anos. 

    "Será uma grande aventura e uma das coisas mais emocionantes que já aconteceram, se você não morrer [até lá]. Seria esse o meu marketing para [as viagens para] Marte", disse Musk.

    A declaração do CEO da Tesla e da Space X foi feita em entrevista à Business Insider. Segundo a mesma matéria, o empresário afirmou ainda que pretende fazer uma viagem ao espaço "daqui a dois ou três anos" e que deseja ser enterrado em Marte.

    "Se você vai ser enterrado em algum lugar, seria legal nascer na Terra e morrer em Marte", afirmou o empresário. 

    Segundo os planos de Musk, a viagem a Marte deverá ser o mais acessível possível para as pessoas, incluindo a possibilidade de crédito e empréstimos para os interessados que não possam pagar pelo trajeto.

    Fundador das empresas SpaceX e Tesla, Elon Musk
    © AP Photo / Ringo H.W. Chiu
    Fundador das empresas SpaceX e Tesla, Elon Musk

    Em janeiro deste ano, outra declaração de Musk já havia repercutido na imprensa internacional. Por meio de tweets, ele disse que planeja criar uma cidade de um milhão de habitantes em Marte até 2050.

    O empresário sugeriu na época que os interessados poderiam ser transportados para o Planeta Vermelho com a ajuda de uma frota de naves espaciais, destacando que cerca de mil delas estariam prontas dentro de dez anos.

    Em setembro, Musk confessou, no entanto, que a missão colonizadora em Marte é "uma coisa muito difícil", e que há "boa chance de você morrer" durante a viagem.

    Há pouco mais de um mês, a empresa norte-americana de fabricação aeroespacial de Musk, SpaceX, declarou que Marte será um "planeta livre", não governado pelas leis da Terra.  

    Mais:

    Como a água desapareceu de Marte? Cientistas lançam teoria
    Meteorito de Marte pode ter aberto 'janela do tempo' através do zircão (FOTOS)
    Marte já foi atingido por 'superinundações' de proporções impensáveis, afirma estudo
    Rover da NASA enviado a Marte terá missão de transformar dióxido de carbono em oxigênio
    Cientistas fazem descoberta impressionante sobre a vida em Marte
    Tags:
    Marte, Elon Musk, Espaço, tecnologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar