14:18 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Escultura de Jesus Cristo (imagem referencial)

    Crânio de Golias poderia estar enterrado no local onde Cristo foi crucificado, afirmam teóricos

    CC0
    Sociedade
    URL curta
    674
    Nos siga no

    A busca por vestígios dos acontecimentos e personagens bíblicos começou há muitos anos. Um enorme número de pesquisadores tenta encontrar evidências em escavações por todo o Oriente Médio e, particularmente, em Jerusalém.

    Um dos eventos considerados centrais no Cristianismo, a crucificação de Jesus, pode dar pistas sobre onde procurar por evidências de uma outra história do Livro Sagrado – a batalha entre o gigante filisteu Golias e o jovem pastor David, dizem cientistas.

    Vários teóricos, citados pelo jornal Daily Star, sugeriram que o rapaz que se tornou mais tarde rei de Israel, teria enterrado (ou, pelo menos, trouxe para exibir) a cabeça cortada do seu oponente em uma zona na periferia de Jerusalém conhecida como colina do Gólgota (Calvário).

    Um dos apoiantes desta teoria, a pastora cristã Bonnie Nelson, apontou que ambas as coisas, o nome da colina, que pode ser traduzido como Lugar da Caveira, e a profecia do livro de Gênesis suportam essa teoria.

    "Eu diria que, logicamente, ao abordar esta questão, David levou a cabeça de Golias e enterrou-a em Jerusalém, na colina do Gólgota. E foi por essa razão que o lugar ficou conhecido como o "lugar da caveira". Poderia isso ser realmente tão simples? Bonnie Nelson observa que, do ponto de vista dela, o gigante filisteu representa a "semente da serpente" predita no primeiro livro da Bíblia. Assim sendo, "se a cabeça de Golias foi enterrada ali, o livro de Gênesis se cumpriu", explica.

    Esta teoria é também apoiada pelo filósofo judaico-cristão Kem Ammi, que assinalou que o nome do lugar da crucificação sugere sua conexão com Golias, oriundo da antiga cidade de Gate. Segundo ele, Gólgota poderia representar "uma palavra combinada de Golias e Gate".

    Rick Shenk, outro teórico do Colégio e Seminário de Belém, que dá a entender que David poderia ter trespassado a caveira com uma espada em uma colina fora da cidade, considera igualmente que o nome de Gólgota não foi uma coincidência.

    "Centenas de anos mais tarde, Jesus foi crucificado no 'lugar da caveira' fora de Jerusalém. Mas por que esse lugar era denominado de Gólgota nos dias de Jesus? O texto não nos diz, no entanto é curioso que o nome desse lugar soe muito parecido com Golias", disse Shenk.

    Segundo ele, mesmo que a etimologia do nome Gólgota seja outra, a colina se situava em uma área da mesma cidade onde David derrotou o gigante Golias.

    Mais:

    Achado em Israel antigo mosaico retratador de um dos milagres de Jesus Cristo (FOTO)
    Crítico ateu traz à tona revelação bíblica sobre existência de Jesus Cristo
    Tags:
    israel, antiguidade, crucificação, pesquisadores, Jesus Cristo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar