00:14 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Arqueologia

    Esqueleto de antigo xamã é encontrado em sepultura de 5.000 anos na Sibéria (FOTOS)

    © CC BY 2.0 / Brad Flickinger / -
    Sociedade
    URL curta
    0 60
    Nos siga no

    Esqueleto de antigo xamã "homem pássaro" vestindo um traje repleto de bicos de pássaros é encontrado ao lado de um par de óculos da Idade do Bronze em uma sepultura siberiana de 5.000 anos.

    O traje utilizado pelo "homem pássaro" siberiano foi feito com mais de 50 bicos de pássaros.

    Acredita-se que o xamã pertencia à cultura Odinov, que dominava a região da Sibéria Ocidental.

    Além disso, outro túmulo foi descoberto no local, onde foi encontrado um suposto par de "óculos" da Idade do Bronze, de 5.000 anos. Os objetos foram desenterrados pela pesquisadora Lilia Kobeleva, do Instituto de Arqueologia e Etnografia de Novosibirsk.

    Homem pássaro da Sibéria: descobertas sensacionais no coração da Rússia confundem os cientistas. Sepulturas de 5.000 anos revelam xamãs com "colar" de bico de pássaros e óculos de bronze. 

    "Os bicos estavam colocados na parte de trás do crânio, ao longo do pescoço, como se fosse um colar de proteção", afirmou Kobeleva ao jornal Siberian Times.

    É suposto que os bicos tenham sido parte de um traje de ritual, ou de um cocar ou parte da armadura.

    Agora, cientistas tentam desvendar o mistério de como os bicos foram ligados uns aos outros ou ao tecido, já que não foram encontrados buracos ou qualquer outra imperfeição neles.

    O traje utilizado pelo xamã seria parecido com o traje utilizado por monstros no filme de suspense "A Vila".

    Próximo da sepultura do "homem pássaro", os arqueólogos encontraram outro túmulo de duas camadas, onde acima, estavam supostamente enterradas duas crianças de cinco e de dez anos de idade no momento de suas mortes.

    Enquanto que abaixo delas, foi encontrado o esqueleto de um homem adulto, cujo crânio estava ao lado de um par de óculos.

    O objeto de bronze possuía dois hemisférios e uma haste, além de apresentar traços de material orgânico, segundo o Daily Mail.

    Arqueólogos acreditam que o objeto seja parte de uma máscara funerária, possivelmente utilizada por algum tipo de xamã.

    Juntamente com os óculos, foram encontrados cinco pingentes de pedra polida, provavelmente utilizados em rituais, que estavam ao lado do braço esquerdo do homem e ao redor de sua cintura.

    "São objetos únicos [e] estamos muito entusiasmados por tê-los encontrado", afirmou Kobeleva, ressaltando que ambos os homens tenham tido um papel especial na sociedade.

    "Toda a descoberta é interessante, mas nada que descobrimos foi tão impressionante quanto o que descobrimos nessas duas sepulturas", completou Kobeleva.

    Mais:

    Exposto esqueleto de crocodilo que habitava a Patagônia há 70 milhões de anos (VÍDEO)
    Arqueólogos encontram esqueleto de ancestral de 6,5 mil anos atrás na Alemanha (FOTOS)
    Esqueleto de tiranossauro de 60 milhões de anos está à venda nos EUA
    Tags:
    esqueleto, descoberta, arqueologia, xamãs, Sibéria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar