10:53 21 Janeiro 2019
Ouvir Rádio
    Marielle Franco, vereadora pelo PSOL, assassinada na noite do dia 14 de março

    Witzel: Caso Marielle está perto de um desfecho

    © Foto : Mário Vasconcellos/CMRJ
    Sociedade
    URL curta
    Assassinato de Marielle Franco choca o Brasil (35)
    404

    O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse neste sábado que as investigações dos homicídios da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco (PSOL), e do seu motorista Anderson Gomes, estão próximas de um desfecho, informou Agência Brasil.

    Marielle Franco e Anderson Gomes foram assassinados em 14 de março de 2018, no Rio de Janeiro.

    "Talvez isso aconteça até o final desse mês", afirmou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, quando foi questionado por jornalistas sobre o andamento das investigações.

    "Não tenho atribuição legal para olhar os autos, que estão sob sigilo", acrescentou o político.

    Witzel comentou o fato durante uma coletiva de imprensa, convocada para explicar os ajustes na administração prisional e na área de segurança pública do estado.

    Ele nomeou o coronel da Polícia Militar, Alexandre Azevedo de Jesus, para o comando da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) e extinguiu a Secretaria Executiva do Conselho de Segurança Pública.

    O governador explicou que a estrutura extinta deveria durar seis meses, até que as novas secretarias da Polícia Militar e da Polícia Civil absorvessem todas as funções desempenhadas pelo orgão. No entanto, a medida foi adiantada.

    Tema:
    Assassinato de Marielle Franco choca o Brasil (35)

    Mais:

    Polícia cumpre primeiros mandados de prisão contra suspeitos de assassinar Marielle Franco
    Mídia: Após 9 meses, cúpula da intervenção federal no Rio descobre quem matou Marielle
    Investigação do assassinato de Marielle rompeu 'aliança satânica', diz ministro da Defesa
    Jungmann: 'agentes públicos, milícias, políticos' envolvidos no assassinato de Marielle
    Milicianos participaram da morte de Marielle, diz secretário de Segurança do RJ
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik