08:57 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Peças de argila

    Britânico usava pote de 4 mil anos para guardar escovas de dente (FOTO)

    CC0 / Pixabay
    Sociedade
    URL curta
    273
    Nos siga no

    O britânico Karl Martin comprou por acaso um antigo pote da Civilização do Vale do Indo de quase quatro mil anos de idade, escreve o jornal Science Alert.

    Martin comprou o pote em uma feira de usados por cinco dólares e o usou durante cinco anos como um frasco para escovas de dente, segundo a edição

    Apesar de trabalhar na empresa especializada em avaliação de antiguidades e leilões, Hansons Auctioneers, Martin não pensou em avaliar o preço do pote.

    Pote de 4 mil anos comprado por Karl Martin em uma feira de usados
    Pote de 4 mil anos comprado por Karl Martin em uma feira de usados

    Ele levou o frasco para que um especialista em antiguidades da empresa o avaliasse depois de ter notado um jarro semelhante enquanto estava ajudando a descarregar relíquias de uma van.

    O especialista identificou que a peça com imagem de um antílope pertencia à Civilização do Vale do Indo e, mais precisamente, foi feito no território do atual Afeganistão no ano 1.900 a.C.

    Segundo o especialista, o artefato teria sido comprado por viajantes ricos que o levaram para a Inglaterra muitos anos atrás. Martin acabou vendendo o pote em leilão por US$ 101 (R$ 394).

    Na Idade do Bronze, a Civilização do Vale do Indo era um dos três primeiros berços da civilização, junto com o Egito e Mesopotâmia, ocupando os territórios atuais da Índia, Paquistão e parcialmente do Afeganistão. A civilização existiu entre 2600 e 1900 a.C. e sua decadência, segundo uma das teorias, teria sido causada pelas redução de suprimento de água e secas.

    Mais:

    Cientistas estão mais perto de resolver mistério das 'amoras' marcianas
    Cadáver de 5.000 anos revela mistério do primeiro caso de peste na Europa (FOTO)
    Tags:
    feira de usados, antiguidade, leilão, descoberta, Mesopotâmia, Paquistão, Afeganistão, Reino Unido, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar