03:09 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Bactéria

    'Assassino silencioso': doença de Chagas está se espalhando fora da América Latina

    CC BY 2.0 / Oak Ridge National Laboratory
    Sociedade
    URL curta
    110

    A doença de Chagas, causada pelo parasita Trypanosoma cruzi que é transmitido na picada de barbeiro, está se propagando fora da América Latina, exportando o risco de doenças cardíacas para vários países, adverte a Associação Americana do Coração.

    A organização sublinha que, apesar de ser comum principalmente na América do Sul e Central, esta doença, chamada de "assassino silencioso", passou a ser mais comum em outras partes do mundo. Assim, segundo avaliações, nos EUA há 300 mil pessoas infectadas com a doença de Chagas, na Espanha outras 42 mil e também foram registrados casos na Itália, França, Suíça, Reino Unido, Austrália e Japão.

    De acordo com a associação estadunidense, o problema é que um terço dos infestados por esta doença desenvolvem doenças cardíacas crônicas, incluindo insuficiência cardíaca, derrame, arritmia ventricular com risco de vida e parada cardíaca. Além de ser transmitida pelo inseto barbeiro, a doença de Chagas se transmite através de comida e bebida contaminadas, de mães grávidas para seus bebês, assim como por meio de transfusão sanguínea e transplante de órgãos.

    A organização americana ressalta que os médicos fora da América Latina geralmente desconhecem a infecção e sua ligação a doenças cardíacas, por isso é necessário "aumentar a consciência global entre os médicos que tratam pacientes com doença de Chagas fora de ambientes endêmicos tradicionais".

    Mais:

    Biólogos reconhecem preguiça como 'principal impulso' para evolução
    Será que milho foi responsável por desaparecimento da civilização maia?
    Tags:
    parada cardíaca, doença, inseto, parasita, doença de Chagas, Associação Americana do Coração, Austrália, Japão, EUA, Reino Unido, França, Espanha, Europa, América Latina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik