03:00 23 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Torcedores brasileiros antes do jogo entre Brasil e Costa Rica em São Petersburgo, em 22 de junho de 2018

    ‘Desculpa, Rússia’: brasileiros lançam campanhas após episódios lamentáveis na Copa

    © Sputnik / Yevgeny Biyatov
    Sociedade
    URL curta
    253

    Após vídeos de assédio e constrangimento a mulheres e crianças durante a Copa do Mundo viralizarem na internet, brasileiros criam campanhas para pedir desculpas em nome do país.

    O publicitário da agência Z+ Rico Lins, um dos criadores da campanha "Desculpa, Rússia", conta que o objetivo da campanha é levar a mensagem de que os envolvidos nesses casos não representam o povo brasileiro, além de fazer um sincero pedido de desculpas em nome do país.

    "No meio desse tumulto de vídeos desagradáveis, a gente achou que algo poderia ser feito para diminuir esse papelão. Aí surgiu a ideia de que poderíamos pedir desculpa à Rússia. É o mínimo que poderíamos fazer", ressalta Rico Lins em entrevista à Sputnik Brasil.

    Através do site desculparussia.com, os internautas podem enviar uma foto que receberá a aplicação da frase "Rússia, sentimos muito. Nem todos os brasileiros são assim", escrita em russo, "para que os russos consigam ter esse mínimo de carinho, que acho importante que venha do Brasil, diante de tanta coisa ruim que aqueles brasileiros fizeram por lá", diz o publicitário. 

    Alexandre Villela, parceiro de Rico na idealização da campanha, destaca ainda que "não podemos nos esquecer que, quando estamos fora do Brasil, somos representantes do nosso país, do nosso povo e cultura". 

    A imagem gerada no site poderá ser usada como foto de perfis em redes sociais.

    Outra campanha lançada pelos coletivos "Não É Não", do Rio de Janeiro, "As Minas", de São Paulo, e "Tamo Juntas", de Salvador, em parceria com a agência de publicidade NBS, pretende reunir vídeos de brasileiros pedindo desculpas para enviar para a Rússia. Através da hashtag #200milliontimessorry, que também dá nome à ação, os internautas poderão se desculpar em vídeos postados em redes sociais, que serão agrupados, traduzidos e enviados para o país sede do Mundial. 

    Além das campanhas, diversos brasileiros, entre intelectuais, autoridades e artistas, se manifestam diariamente nas redes sociais repudiando as atitudes demonstradas nos vídeos de alguns torcedores do Brasil na Rússia.

    Mais:

    Brasileiros na Copa da Rússia comentam vídeos desrespeitosos de conterrâneos
    Brasileiros que assediaram russa são alvos de investigação do MPF
    Tags:
    assédio, machismo, misoginia, desculparussia.com, Alexandre Villela, Rico Lins, Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik