22:32 26 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    0116
    Nos siga no

    Um grupo de arqueólogos britânicos descobriu uma antiga "cidade de gigantes" na região de Harlaa, no leste da Etiópia, construída no século X a. C.

    "A descoberta revoluciona o nosso conceito sobre o comércio na parte arqueologicamente abandonada da Etiópia. O que encontramos mostra que esta área era um centro de comércio naquela região", disse o professor Timothy Insoll, da Universidade de Exeter, que liderou a expedição.

    A equipe descobriu uma mesquita do século XII, bem como objetos de joalheria, entre outros artefatos do Madagascar, Maldivas, Iêmen e China.

    Insoll acrescentou que Harlaa foi um centro "rico e cosmopolita" da arte da joalheria.

    "Os moradores de Harlaa formaram uma comunidade mista com os estrangeiros e a população local, que negociava com outros povos do mar Vermelho, do oceano Índico e, supostamente, do distante golfo Pérsico", disse.

    ​Segundo a rede BBC, existe o mito de que nesta área habitavam gigantes. A versão se deve a que as casas eram construídas com pedras grandes que não podem ser levantados por pessoas comuns.

    No entanto, mencionou a BBC, os arqueólogos não encontraram evidências disto. Os cientistas se propõem investigar os restos humanos para descobrir de que consistia a sua dieta.

    Mais:

    Não foi só a Grécia: Arqueólogos descobrem formas democráticas na América pré-colombiana
    O bom filho à casa torna: Brasil se reaproxima da África
    Arqueólogos japoneses encontram tumba egípcia de 3.000 anos por acaso (FOTOS)
    Tags:
    Etiópia, África, arqueólogos, gigante
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar