16:31 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Presidente da Rússia. Vladimir Putin, depois da reunião com a presidente sul-coreana no âmbito do Fórum Econômico do Oriente, 3 de setembro de 2016

    Culpa da Rússia: sátira fina sobre russofobia nas grandes mídias ocidentais

    © Sputnik / Aleksey Filippov
    Sociedade
    URL curta
    8143

    Culpa da Rússia é um projeto online em espanhol que ironiza a russofobia de impressionante escala que domina várias mídias europeias e americanas.

    O projeto surgiu há pouco mais de 5 meses, em outubro de 2016, e começou seu desenvolvimento e crescimento em tais plataformas como Twitter, Facebook e YouTube. Hoje em dia, o projeto tem em total cerca de 4 mil seguidores e o número continua crescendo.

    "A Comissão Europeia apresentou um novo modelo de camiseta, parte da sua coleção de Outono/Inverno para Assuntos Exteriores e Segurança" (na camiseta: "Permaneça calmo e acuse a Rússia").

    Em uma entrevista à Sputnik Mundo, o fundador do projeto contou que se considera "um pouco argentino, um pouco espanhol e um pouco iugoslavo", mas preferiu não falar seu nome para "atribuir a si um pouco de enigma".

    O autor se dedica ao projeto Culpa da Rússia no seu tempo livre, está contente com os resultados do trabalho feito e espera que a ideia continue crescendo no futuro.

    Quando e por que surgiu tal projeto?

    O projeto foi lançado em outubro de 2016, "inspirado" por contínuas, e, claro, negativas referências quanto à Rússia nas mídias europeias, especialmente nas espanholas, bem como nas dos outros países que fazem parte da OTAN, sendo que tais referências, na maioria dos casos, estão à beira de um absurdo, e às vezes até ultrapassam limites.

    Não é preciso conduzir uma investigação escrupulosa para repara no fato de tais mídias como o El País, El Mundo, La Sexta, TVE, CNN e praticamente todas as outras "mídias grandes" mencionarem a Rússia, o Kremlin e Putin todo o tempo, de modo quase maníaco e com ar negativo.

    "Não perca! A venda nas melhores redações!"

    ​Eu vou confessar que, às vezes, é difícil, para mim, inventar manchetes mais cômicas que as da vida real.

    Qual é o objetivo do projeto Culpa da Rússia?

    O Culpa da Rússia ridiculiza a visão destorcida em relação à Rússia divulgada pelos principais meios de comunicação em muitos países: falseando-se em fatos "sujos" que vão além dos limites da política e abrange esferas cultural, social e tecnológico. Estas mídias nunca mostram algo positivo sobre a atualidade da Rússia.

    Trata-se não só do governo russo, mas da Rússia em geral: eles nunca falam das estreias do cinema, dos avanços tecnológicos, de nada que não tenha relação aos "homófobos russos que batem em mulheres e invadem outros países em seu tempo livre".

    Como são criadas as notícias no projeto Culpa da Rússia?

    Para criar as notícias do Culpa da Rússia no Twitter e Facebook, eu uso, geralmente, uma estratégia dupla: faço uma revisão de referências negativas sobre a Rússia nas mídias grandes, "tornando-as ainda piores" para ridiculizar e faço a mesma revisão da cobertura positiva quanto à Rússia para modificar as notícias objetivamente boas em ruins.

    O uso de alguns verbos e expressões, quase completamente copiadas das manchetes midiáticas, é a base da parodia: a Rússia sempre "ameaça, oprime, destrói e hackea", enquanto a OTAN, por sua vez, "propõe, conduz negociações, pede desculpas, reconcilia e liberta".

    ​"Alarmante expansionismo da Rússia no território americano da balda de salada."

    Outra fonte de inspiração são os seguidores no Twitter e no Facebook que todo o dia enviam notícias para a conta @CulpaDeRussia para que o projeto as ridiculize. Alguns usuários também completam e aperfeiçoam as notícias do Culpa da Rússia ou criam seus próprios artigos deste tipo. Por isso eu desfruto desta oportunidade para agradece-lhes através da Sputnik pela sua contribuição ao projeto.

    Qual é a postura do Culpa da Rússia quanto a alegados hackers russos?

    A obsessão com os hackers russos omnipotentes é um dos temas principais do projeto e dos seguidores dele, bem como uma das nossas grandes fontes de inspiração. Para a mídia, os hackers russos viraram uma maneira perfeita de evitar responsabilidade para qualquer questão.

    "Se desde pequeno os russos não te hackearam, você não teve infância."

    Além disso, é um tema ideal para crias parodias diferentes: se Hillary Clinton acusa os hackers russos de sua derrota nas eleições, o Culpa da Rússia acusa os hackers russos de que o vídeo do projeto no YouTube carrega por muito tempo, enquanto os seguidores no Twitter acusam os hackers russos de notas ruins nos exames.

    Nem sei o que faríamos com o projeto Culpa da Rússia sem os hackers russos!

    Mais:

    Hackers explicam como invadir celular de Trump
    Hackers russos de novo! Internet explode com vazamento do último episódio de Sherlock
    Hackers russos outra vez: Twitter faz piada sobre confusão no Oscar
    Tags:
    guerra de informações, CNN, EUA, Europa, Espanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik